Mapa participa da implantação do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança

Agronegócio

Mapa participa da implantação do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança

O tratado sobre biossegurança de organismos geneticamente modificados (OGM) foi ratificado por 156 países no âmbito da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB), em Cartagena (Colômbia), em 2000
Por:
599 acessos
Representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) vão participar da implantação do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança. O tratado sobre biossegurança de organismos geneticamente modificados (OGM) foi ratificado por 156 países no âmbito da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB), em Cartagena (Colômbia), em 2000.

O texto disciplina também questões envolvendo o Procedimento de Acordo Prévio Informado para o primeiro movimento transfronteiriço de OGM entre os países membros do acordo. Promulgado no Brasil em 2006, o Protocolo tem como objetivo contribuir para assegurar um nível adequado de proteção no campo da transferência, manipulação e uso seguros dos organismos vivos modificados.

De acordo com o Decreto Nº 6.925/09, publicado nessa sexta-feira (7), além do Mapa, integram o grupo que efetivará o protocolo no Brasil, representantes da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais (IBAMA) e Ministério da Aquicultura e Pesca, conforme estabelece a Lei de Biossegurança (11.105/05).
 

Mais informações no site do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink