Mapa promove curso sobre classificação vegetal em MS

Agronegócio

Mapa promove curso sobre classificação vegetal em MS

O evento tem o encerramento previsto para a próxima sexta-feira
Por: -Giuliano
12 acessos

A SFA/MS iniciou na segunda-feira (16-07), em Aquidauana (MS), um curso de “Classificação Vegetal” no campus da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, dirigido para vinte e cinco alunos do curso de Agronomia da UEMS e mais seis Fiscais Federais Agropecuários admitidos no último concurso do Mapa. O evento tem o encerramento previsto para a próxima sexta-feira (27-07).

O curso de “Classificação de Produtos Vegetais” está sendo coordenado pelo fiscal Federal Agropecuário, Yoshio Fugita, e agentes desta Superintendência, que habilitarão alunos e Fiscais a classificarem “soja e feijão”. A capacitação é feita através de aulas teóricas e treinamento prático, visando a adoção dos novos padrões e normas técnicas oficiais estabelecidas pelo Ministério da Agricultura – Mapa, evitando, que produtos de “qualidade inferior” ou até mesmo impróprios para consumo humano cheguem ao consumidor final sem a devida identificação de qualidade e origem do produto.

Os novos classificadores que se formarão na UEMS já serão treinados a classificar, de acordo com o novo “Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade da Soja”, elaborado pelo Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal da Dipov/Mapa, que visa entre outras coisas, atualizar os parâmetros de qualidade e os procedimentos de classificação do produto, para adequá-los aos mercados nacional e internacional e ao mesmo tempo atender as reivindicações dos diversos segmentos, pela crescente demanda na utilização da soja, tanto na alimentação humana, quanto na área agro-industrial.

De acordo com o fiscal Federal Agropecuário e Superintendente, Orlando Baez, a Instrução Normativa nº 11 de 15 de Maio de 2007, que estabelece alterações e requisitos de identidade e qualidade, amostragem, marcação ou rotulagem é destinada a soja convencional, orgânica e transgênica. As informações são da assessoria de imprensa da Superintendência Federal de Agricultura do MS.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink