Mapa quer ampliar controle sanitário sobre a carne bovina
CI
Agronegócio

Mapa quer ampliar controle sanitário sobre a carne bovina

Francisco Jardim, secretário de Defesa Agropecuária, defende aplicação SIF para todos os municípios
Por:
Francisco Jardim, secretário de Defesa Agropecuária, defende aplicação SIF para todos os municípios

O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Francisco Jardim, revelou em entrevista ao blog Carne Saudável (www.carnesaudavel.blog.br) que o modelo do Serviço de Inspeção Federal (SIF) deveria se expandir a todos os municípios brasileiros, garantindo um grau de controle que é reconhecido no país e no exterior. O secretário refere-se ao Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa), já aprovado por lei e ao qual a adesão por estados e municípios é voluntária.


A maior preocupação é com os crescentes casos de denúncias contra os abatedouros clandestinos ou com graves deficiências sanitárias. Para Jardim, não é possível permitir o funcionamento de uma unidade frigorífica que apresenta riscos ao consumidor.

“A lei deve ser cumprida, pois a base de tudo é mesmo a preservação da saúde pública. Se houver risco para a saúde humana, as providências são tomadas de maneira rigorosa, mesmo que isso signifique o descarte do animal ou de todo um lote de bovinos”, destacou.


O secretário reconhece que pequenos matadouros e frigoríficos, que não estão sujeitos à fiscalização do SIF, não investem em iniciativas de controle, como a inspeção e seleção de animais no pré-abate. Jardim destaca esse trabalho como um dos mais importantes realizados pelo Serviço. “Visitamos os frigoríficos e abatedouros e fazemos um filtro dos animais, evitando que bovinos doentes, com brucelose, aftosa ou cisticerco, sigam para o abate”, explicou.

Apenas os matadouros e frigoríficos que comercializam seus produtos fora de seus estados de origem e para o exterior estão sujeitos à fiscalização do SIF. Hoje o Serviço fiscaliza quase 4 mil estabelecimentos de todo o País, registrados no Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa), da Secretaria de Defesa Agropecuária. Os produtos brasileiros com a marca SIF são comercializados no Brasil e em mais de 180 países.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.