Mapa reforça direitos na estiagem


Agronegócio

Mapa reforça direitos na estiagem

Técnicos constataram perdas na zona rural de Rio Pardo/RS
Por:
1711 acessos
Até o final desta semana, o Ministério da Agricultura deve divulgar um documento de orientação para que produtores possam amenizar os efeitos da estiagem. "A ideia é que ele sirva de instrumento para a assistência técnica facilitar o uso dos mecanismos que estão disponíveis e previstos no Manual do Crédito Rural", explica o secretário de Política Agrícola, Caio Rocha. Entre as possibilidades previstas em lei estão a prorrogação de dívidas em caso de constatação de incapacidade de pagamento.


Os problemas se proliferam pelo Estado. Em Rio Pardo, o recuo da receita da atual safra é calculado em R$ 49,46 milhões pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário. Na última semana, representantes da Secretaria de Agricultura, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e da Emater visitaram propriedades para avaliação. As principais culturas se encontram em período crítico. "A soja e o milho já apresentam danos irreversíveis e o arroz tem perdas menores até agora. Os próximos 15 dias serão definitivos", afirmou o agrônomo Diogo Hübner.


A preocupação do secretário Alceu Luiz Seehaber é com a falta de chuvas nas fases de floração e desenvolvimento vegetativo da soja. Rio Pardo cultiva 28 mil hectares de soja. Destes, 15% ainda não foram plantados e em 10% há necessidade de replantio. Dos 75% semeados, a estimativa aponta prejuízo de 30%. O montante das perdas na cultura soma R$ 19,4 milhões. No milho, o prejuízo chega a 70%, equivalente a R$ 3,91 milhões.

?
Detect language » Portuguese


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink