MAPA retoma emissão de certificados para o tabaco

Tabaco

MAPA retoma emissão de certificados para o tabaco

Mapa manteve a decisão de fechar a Uvagro que funcionava em Santa Cruz do Sul, mas voltou atrás na suspensão
Por:
476 acessos

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) manteve ontem a decisão de fechar a Unidade de Vigilância Agropecuária (Uvagro) que funcionava em Santa Cruz do Sul, mas voltou atrás na suspensão da emissão dos certificados fitossanitários exigidos para a exportação do tabaco. Com isso, os auditores fiscais voltam a atender as empresas do setor fumageiro da cidade e região, só que vinculados à unidade do Mapa em Porto Alegre.

A emissão do certificado em Santa Cruz é essencial para agilizar o fechamento e o embarque dos contêineres nas indústrias, evitando assim mais burocracia no porto de Rio Grande e garantindo maior competitividade do produto no mercado externo. O fechamento da unidade do Mapa na cidade foi publicado no Diário Oficial da União de quinta-feira e surpreendeu o setor em pleno feriadão de Páscoa. Lideranças regionais e da cadeia produtiva anunciaram que agiriam para reverter a decisão, o que não foi preciso.

Segundo o chefe da extinta Uvagro, Alan Cristiano Erig, ontem à tarde a superintendência do ministério no Estado enviou novas orientações para manter a atividade em Santa Cruz, evitando assim qualquer tipo de prejuízo para o setor fumageiro. Ao todo a unidade atende cerca de 30 empresas dos vales do Rio Pardo e Taquari. O escritório continuará na Avenida João Pessoa, 825.

Na prática, o Mapa fechou a Uvagro para instalar uma Unidade Técnica Regional de Agricultura (Utra) em Santa Cruz, órgão que terá mais atribuições. Acontece que a portaria de criação da nova estrutura não saiu junto com a extinção da antiga, o que acabou gerando esse limbo. O mesmo problema foi constatado em Caxias do Sul, onde também haverá a mudança.

A falha é admitida pela chefe de seção do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), Lúcia Lopes Carneiro Leão. “O correto seria a publicação da criação das Utras ao mesmo tempo da extinção das Uvagros, com os detalhes de como irão funcionar”, disse. Segundo ela, nos próximos dias deve sair no Diário Oficial a criação das novas unidades de Santa Cruz e Caxias.

Reunião com Blairo

Além de mobilizar lideranças do setor fumageiro, a notícia de que os serviços do Mapa seriam suspensos em Santa Cruz chamou a atenção de representantes da região em Porto Alegre e em Brasília. Os deputados petebistas Sérgio e Marcelo Moraes disseram ontem que, se for preciso, vão apelar diretamente ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi, para tentar evitar o fechamento da unidade em Santa Cruz. Em 2016, Blairo Maggi visitou o Vale do Rio Pardo e se comprometeu com a subsistência da cadeia produtiva do tabaco.

De acordo com Marcelo Moraes, a ideia é cobrar que ocorra logo a criação da nova estrutura do ministério na cidade e que, nesse intervalo de tempo, o setor do tabaco não tenha prejuízos. “O tabaco é o segundo produto mais exportado do Rio Grande do Sul e as empresas estão todas em Santa Cruz e Venâncio Aires. A burocracia ficará muito mais difícil de ser resolvida se o órgão sair daqui”, disse o petebista.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink