Máquinas do frigorífico Languiru são interditadas no Rio Grande do Sul

Agronegócio

Máquinas do frigorífico Languiru são interditadas no Rio Grande do Sul

Languiru abate 111 mil frangos por dia e tem 855 trabalhadores
Por:
1032 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

A Cooperativa Languiru Ltda. teve interditadas, nesta quinta-feira, pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), nove máquinas do seu frigorífico de aves. A unidade está localizada no município de Westfália, a 120 quilômetros de Porto Alegre, no Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul.

Segundo o Ministério Público do Trabalho (MPT), foi constatada situação de risco grave e iminente à saúde ou à integridade física dos trabalhadores. Dessa forma, foi determinada a interdição de todos os trabalhos em duas serras-fita de corte de carnes, duas máquina de retirada de pele, uma embaladora de partes (dorso), uma serra circular, um torno mecânico e duas máquinas de esmeril da manutenção.

Ainda de acordo com o MPT, a empresa firmou dois acordos, assumindo compromisso de solucionar problemas ergonômicos e de gestão de risco. Assim, evitou interdição total e não interrompeu o funcionamento parcial da planta. A indústria foi notificada para regularizar os sistemas de proteção de outras máquinas.

A Languiru abate 111 mil frangos por dia e tem 855 trabalhadores, divididos em dois turnos. Procurada pelo Jornal do Comércio, a empresa declarou que não iria se manifestar sobre a interdição das máquinas.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink