Marcas de café do Brasil serão promovidas por rede americana
CI
Agronegócio

Marcas de café do Brasil serão promovidas por rede americana

Produtos foram selecionados por profissionais da Central Market
Por:
O trabalho de promover a exportação de café industrializado realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) acaba de conquistar um importante comprador: a Central Market, rede americana de lojas de produtos finos e sofisticados do Texas. De 24 de abril a 7 de maio a rede irá comercializar as marcas Baggio Coffee, produzida em São Paulo, e Café Cambraia, de Minas Gerais. Esses dois produtos foram escolhidos para integrar a promoção anual da rede, que este ano tem o Brasil como país-tema. 
 
A seleção dos produtos brasileiros, entre eles o café, teve início há um ano, com a vinda ao país de um grupo de profissionais de compra da Central Market, em uma ação promovida pela Apex-Brasil. “Eles são extremamente curiosos e atentos a tudo”, diz Christian Santiago e Silva, promotor comercial do programa exportador da ABIC. Além de degustarem várias marcas, eles quiseram conhecer também a produção na lavoura, e por isso visitaram, além de indústrias, algumas fazendas de café de São Paulo e Minas Gerais. “O resultado foi que o setor café teve o maior pedido feito pela rede, de aproximadamente US$ 70 mil divididos entre as duas empresas do nosso programa, Baggio e Café Cambraia”. 
 
Há alguns anos a Central Market estabeleceu como estratégia a escolha de um país-tema para suas promoções. Já foram escolhidos países como Argentina, Espanha e França e, este ano, é o Brasil. Para a promoção junto aos clientes, a rede vai distribuir mais de 350 mil folders do “Passaporte Brasil”, anunciando os produtos em destaque e as atividades que serão realizadas, como degustações e encontros com chefs e especialistas brasileiros. 
 
Passar pela seleção feita pelos compradores da Central Market e integrar a promoção, de acordo com Santiago e Silva, demonstra que a exportação de café industrializado brasileiro é possível, independente do tamanho da indústria. “Com determinação e esforço, conseguimos mostrar a seriedade do trabalho desenvolvido pela ABIC e transmitir segurança aos compradores. Além disso, contamos com o esforço das duas indústrias selecionadas, que trabalharam arduamente durante todo o processo, demonstrando ao cliente o mesmo compromisso feito pela ABIC”, explica o promotor comercial. 
 
O próximo passo agora é apoiar diretamente a realização do evento, com ações locais de suporte comercial. “São promoções que normalmente já realizamos, mas que desta vez vamos acompanhar passo a passo para tornar esta ação um caso de sucesso do programa de exportação da ABIC e da Apex-Brasil”, diz Christian Santiago. 

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.