Marcos Fava palestra nessa quarta-feira no Showtec 2012
CI
Agronegócio

Marcos Fava palestra nessa quarta-feira no Showtec 2012

“Em 2011 o saldo da agricultura brasileira apontou mais de US$ 90 bilhões, devido exportações de vários produtos”, detalha Fava
Por:
“Em 2011 o saldo da agricultura brasileira apontou mais de US$ 90 bilhões, devido exportações de vários produtos”, detalha Fava

O engenheiro agrônomo, autor/co-autor e organizador de 25 livros no Brasil, Argentina, Estados Unidos, Africa do Sul, Uruguai e União Européia, apresenta a primeira de 50 palestras que acontecerão durante o Showtec 2012, nessa quarta-feira (25). A palestra, intitulada “agricultura brasileira: profissionalização, competitividade e sustentabilidade”, iniciou às 8 horas, logo após o pronunciamento do governador do Estado de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, e demais autoridades.


Marcos Fava também é coordenador do PENSA - Programa de Agronegócios da Universidade de São Paulo (USP), e abordará em seu discurso as características da agricultura brasileira, bem como logística, demandas internas e externas, viabilidade de determinadas regiões, atual cenário sul-matogrossense, lucratividade e outras vertentes que incluam o produtor e suas atuais dificuldades.

De acordo com informações do professor Fava, os altos preços internacionais compensam os custos crescentes e o impacto de câmbio no agrnegócio brasileiro. O pesquisador apresenta dados econômicos que coloca o Brasil como um dos países mais caros para se produzir na América e como os produtores rurais tem enfrentado a barreira e garantido os saldos positivos da balança comercial. “Plantar no Peru representa 50% do custo no Brasil. Produtores de cana dizem que seus custos saltaram 40% desde 2005 aqui no país. Quanto a laranja, pomares das indústrias que tinham custo operacional de pouco mais de R$ 4 por caixa, chegaram a R$ 8 em cinco anos, o mesmo acontece com os grãos e carnes. O Brasil se tornou um país caro. permitindo que diversas cadeias apresentem lucro”, detalha o palestrante.


Mesmo com os valores altos para a produção, a cadeia agrícola brasileira tem sido responsável por grande parte da lucratividade e renda do país, segundo o pesquisador, mesmo excluindo os US$ 15 bilhões que foram importados pelo agronegócio brasileiro, chega-se a uma cifra de US$ 75 bilhões de saldo. Valor que reflete e beneficia todas as demais áreas que permite tecnologizar o setor rural.

As informações apontadas por Marcos Fava indicam que em 2011 o saldo brasileiro apontou mais de US$ 90 bilhões, devido exportações de vários produtos, desde açúcar, suco de laranja, papel e celulose, fumo, carnes, algodão, milho, café, e outra diversidade de produtos, uma vez que, “nossos produtos estão sendo exportados para um grande número de países, notadamente asiáticos, que para nossa sorte, crescem a taxas impressionantes e não tem e não terão capacidade de produzir para alimentar cada vez mais gente, mais rica, mais urbana e demandante”, explica o professor da USP.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.