Marfrig eleva uso da capacidade de abate de bovinos no 2º tri

Agronegócio

Marfrig eleva uso da capacidade de abate de bovinos no 2º tri

O Marfrig tem realizado uma série de aquisições, com mais de 30 compras nos últimos três anos - no Brasil e no exterior
Por:
335 acessos

O nível de uso da capacidade de abate de bovinos do frigorífico Marfrig "já está em um nível bem maior" em relação ao primeiro trimestre, afirmou nesta terça-feira o diretor de Planejamento e de Relações com Investidores da empresa, Ricardo Florence dos Santos. No primeiro trimestre, a utilização da capacidade instalada nesse segmento ficou em 47%.

"O maior investimento que a Marfrig pode fazer é no aumento do uso da capacidade... No Brasil, permanece o grande desafio de maior uso das plantas de abate de bovinos", afirmou.

O abate de bovinos pela companhia de janeiro a março recuou 3% contra o último trimestre de 2008 e diminuiu 13,5% ante igual intervalo do ano passado, devido principalmente à crise financeira mundial.

Florence dos Santos recusou-se a fornecer dados mais precisos sobre os negócios no segundo trimestre, por estar em período de silêncio que antecede a divulgação do resultado do período, no próximo dia 12.

O Marfrig tem realizado uma série de aquisições, com mais de 30 compras nos últimos três anos - no Brasil e no exterior.

Segundo o diretor da empresa, 2009 é um ano de "coleta de sinergias" das aquisições mais recentes, embora ele não descarte compras pontuais, por vislumbrar "algumas oportunidades estratégicas".

"A empresa é muito seletiva nas oportunidades. Até o momento, não há nada que possa ser declarado ao mercado", afirmou.

Questionado sobre o interesse em uma associação com a Bertin, Florence dos Santos disse que não há novidade além do comunicado enviado pela companhia ao mercado no início de junho.

Na ocasião, o Marfrig informou que está "atenta às boas oportunidades que possam surgir no mercado e que mantém conversas com participantes de sua indústria e outros agentes de mercado, inclusive com a Bertin".


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink