Margem dos frigoríficos apertada

Carne

Margem dos frigoríficos apertada

Duas primeiras semanas de janeiro foram marcadas pela queda nos preços da carne bovina
Por:
118 acessos

Depois de um final de ano com vendas superando as expectativas, as duas primeiras semanas de janeiro foram marcadas pela queda nos preços da carne bovina. Na média dos preços de todos os cortes de carne bovina sem osso vendidos no mercado atacadista, nos últimos sete dias a redução foi de 0,7%, variação que resultou no acumulado de 2,4% de desvalorização desde o início do ano.

Esse cenário não é novidade, visto que em janeiro o consumo é menor. A população fica descapitalizada em função das dívidas contraídas no final do ano, das obrigações com impostos, dentre outros gastos. Refletindo a maior dificuldade em vender a carne, a margem de comercialização da indústria recuou 2 pontos percentuais na comparação mensal.
A margem de comercialização está em 20,4%, a menor desde meados de outubro do ano passado, embora próxima da média histórica. A relativa manutenção dos preços da arroba nestes primeiros dias de janeiro tem respaldado o achatamento da margem.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink