Massey Ferguson de Jornalismo premia os melhores trabalhos do agronegócio

Agronegócio

Massey Ferguson de Jornalismo premia os melhores trabalhos do agronegócio

Júri destaca a qualidade dos trabalhos inscritos
Por:
1800 acessos
Júri destaca a qualidade dos trabalhos inscritos
 
Na noite do último dia 4, em cerimônia na Casa Vetro, em Porto Alegre foram conhecidos os vencedores do Prêmio Massey Ferguson de Jornalismo 2012. O evento reuniu jornalistas de todo Brasil que se destacaram por seu empenho e qualidade na divulgação do agronegócio brasileiro e sulamericano, além de profissionais de comunicação dos principais veículos do Rio Grande do Sul e executivos da Massey Ferguson e do Grupo AGCO.
 
Durante a cerimônia o vice-presidente sênior e gerente geral da AGCO para América do Sul André Carioba e o diretor de marketing da AGCO Fábio Piltcher destacaram o recorde de inscrições em 2012, 287 trabalhos, e falaram sobre o desafio do jornalismo especializado em agronegócio em romper barreiras. “As redes sociais trabalham hoje com o imediatismo da informação, por isso os jornalistas têm uma concorrência forte e precisam lançar mão, não apenas da originalidade, mas também da capacidade criativa para manter o jornalismo vivo e interessante para o leitor”, disse Fábio Piltcher.
 
“A primeira edição do Prêmio contou com apenas 34 inscrições, em 2012 foram quase trezentas. A finalidade na época era homenagear o talento e a dedicação dos profissionais dos meios de comunicação que registravam a história da agricultura brasileira”, lembra Carioba. “Hoje, os trabalhos inscritos vão além, eles levam informações sobre tecnologias que aperfeiçoam as atividades no campo; atualizam o produtor sobre o cenário agrícola mundial; como este cenário vai impactar o seu negócio e como algumas experiências podem facilitar o trabalho, além de valorizar o produto e consequentemente o negócio do agricultor”, concluiu o executivo.
 
Os finalistas se destacaram pela originalidade do tema, pesquisa, argumentação, relevância para o agronegócio, estrutura e até interatividade no caso de internet. “Os trabalhos inscritos apresentaram altíssimo padrão, acompanhei outras edições do Prêmio e é perceptível que os jornalistas têm se empenhado ano a ano”, afirma o presidente do júri Carlos Henrique Carvalho, presidente executivo da Associação Brasileira das Agências de Comunicação (ABRACOM).
 
“Agradecemos a participação de todos os jornalistas que permitiram o recorde de inscrições este ano. Parabenizamos a todos pelo esforço, dedicação e contribuição ao agronegócio brasileiro”, finalizou Eduardo Nunes, gerente de marketing e comunicações da AGCO para América do Sul.
 
São Paulo liderou o ranking de estados com o maior número de inscritos 37%, seguido pelo Rio Grande do Sul com 18% e, na terceira posição, Goiás com 9% dos jornalistas que concorreram aos prêmios de R$10 mil.
 
Conheça agora os vencedores do Prêmio Massey Ferguson de Jornalismo 2012:
 
Categoria Internet
Andriolli de Brites da Costa de Campo Grande, Mato Grosso do Sul (MS), com o trabalho “História da Raça: Nelore Pintado” publicado no portal Rural Centro no dia 8 de julho de 2011.

Categoria Fotografia:
Valdemir Magalhães Cunha de São Paulo(SP), com o trabalho “Cacau temporão” publicado na revista Globo Rural no dia 20 de novembro de 2011.

Categoria Jornal
Luiz Silveira de São Paulo (SP), com o trabalho “Agricultura busca saídas para manter ritmo de produtividade” publicado no jornal Brasil Econômico no dia 21 de fevereiro de 2012.
 
Categoria Revista
 Denise Sauressig de Porto Alegre (RS) com o trabalho “Gestão O negócio rural em boas mãos” publicado na revista A Granja no dia 1º de setembro de 2011.

Categoria TV:
Cesar Dassié de São Paulo (SP) com o trabalho “Estradas Rurais”, exibido no programa Globo Rural, da rede Globo, no dia 20 de março.

Categoria Estudantes
Thaís Bianchin Goes de Nuporanga (SP) com o trabalho “Café orgânico: do cultivo à xícara - Desafio e paixão na arte de produzir grãos pra lá de especiais” publicado no dia 7 de julho de 2011.

Categoria Mercosul
Roderick Mac Lean de Buenos Aires, Argentina, com o trabalho “Las huellas de los alimentos” publicado no blog Faros Largos no dia 8 de julho de 2011.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink