Mato Grosso deve imunizar mais de 29 milhões de cabeças de gado contra aftosa em novembro

Agronegócio

Mato Grosso deve imunizar mais de 29 milhões de cabeças de gado contra aftosa em novembro

A perspectiva é que no Brasil sejam vacinadas contra a febre aftosa 150 milhões de animais
Por:
584 acessos

A perspectiva é que no Brasil sejam vacinadas contra a febre aftosa 150 milhões de animais

Mato Grosso entre 1º e 30 de novembro deverá imunizar mais de 29 milhões de bovinos e bubalinos de mamando a caducando contra a febre aftosa. A segunda etapa da imunização será realizada em 14 estados a partir da próxima terça-feira. Em 2015, nesta época, 99,59% das 29,259 milhões de cabeças foram vacinadas no estado. Mato Grosso está há 20 anos livre da doença com vacinação.

A perspectiva é que no Brasil sejam vacinadas contra a febre aftosa 150 milhões de animais até o final desta fase. Além de Mato Grosso, deverão vacinar animais de mamando a caducando os estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Maranhão, Pará, Pernambuco, Paraná, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e São Paulo. 

Conforme o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), os estados da Bahia, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul (exceto o Pantanal), Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Sergipe e o Tocantins, além do Distrito Federal, a aplicação da vacina contra a aftosa em novembro é obrigatória apenas para animais com até 24 meses de idade.

O Ministério alerta que os pecuaristas deverão ficar atentos quanto ao prazo de vacinação, bem como a declaração ao serviço veterinário oficial, pois o descumprimento impedirá a emissão de Guia de Trânsito Animal e pode gerar multas.

Cuidados na imunização

Os pecuaristas devem ficar atentos quanto aso aspectos práticos da vacinação. Entre os cuidados está a aplicação da dose correta de 5ml da vacina na lateral do pescoço do animal usando seringas e agulhas limpas e não danificadas ou tortas. Ainda deve ter cuidado com o transporte e armazenamento da vacina, procurando mantê-la sempre na temperatura de 2º a 8ºC para não perder a eficácia.

Inversão do calendário

Em Mato Grosso, como o Agro Olhar já comentou, o calendário de vacinação contra a febre aftosa será invertido a partir de 2017. A imunização de todo o rebanho bovinos e bubalinos passará a ser realizada em maio, enquanto a campanha de vacinação em animais de 0 a 24 meses passará a ser em novembro. 

A inversão era uma demanda da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) e pecuaristas do estado desde 2012.

“O manejo nos currais é uma parte muito importante para a vacinação, é preciso que ele seja realizado com o menor impacto possível. A maioria das propriedades realizam estação de monta a partir de outubro. Tanto a monta quanto as técnicas como a inseminação artificial por tempo fixo tem sua eficiência prejudicada quando realizadas em conjunto à imunização. Com a alteração, os retornos no campo serão imediatos”, declarou o superintendente da Acrimat, Francisco Manzi, quando do anuncio da alteração do calendário no estado a partir do próximo ano.

Mato Grosso está há nove anos com índice de cobertura de vacinação contra a febre aftosa acima de 99% do rebanho e há 20 anos livre da doença com imunização.

Em maio, foram imunizadas 12.147.115 milhões de cabeças de bovinos e bubalinos com idade entre 0 e 24 meses. O volume corresponde a 99,4% dos animais com idade até dois anos.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink