Mato Grosso estuda zarc para mamona
CI
Imagem: Pixabay
OPORTUNIDADES

Mato Grosso estuda zarc para mamona

Reunião na próxima quinta-feira (16) vai validar proposta para a cultura
Por: -Eliza Maliszewski

A mamona é pouco plantada em Mato Grosso mas tem grande potencial de produção, sendo mais uma opção para a segunda safra e podendo ser beneficiada nas indústrias locais de biodiesel. O estado deve colher nesta safra 1,9 mil toneladas. Na safra passada, produziu 2,4 mil toneladas. O maior produtor é a Bahia, com 45 mil hectares e 30 mil toneladas. Os dados são da Conab.

Na próxima quinta-feira, dia 16, produtores, técnicos e pessoas ligadas à cadeia do biodiesel no estado poderão contribuir com a elaboração do zoneamento agrícola de risco climático (Zarc) da cultura. A Embrapa e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) farão uma validação da proposta de zoneamento por meio de uma reunião online, a partir das 14h (horário de Mato Grosso).

Com a validação do zoneamento agrícola de risco climático (Zarc) os produtores de mamona poderão acessar linhas de financiamento e contratar seguro agrícola para a lavoura. A construção do zoneamento é feita com base em pesquisas e leva em consideração o tipo de solo e o regime pluviométrico da região, além do ciclo da cultura e das cultivares utilizadas

Interessados em participar devem enviar nome, município, profissão e telefone pelo e-mail agrossilvipastoril.eventos@embrapa.br. O link pra participar pode ser acessado aqui


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink