Mato Grosso inicia compra de arroz gaúcho

Agronegócio

Mato Grosso inicia compra de arroz gaúcho

O motivo é a falta do produto na região, que teve uma produção inferior a demanda das indústrias beneficiadoras
Por:
124 acessos

O Mato Grosso já iniciou a compra de arroz gaúcho para o abastecimento do Estado. O motivo é a falta do produto na região, que teve uma produção inferior a demanda das indústrias beneficiadoras. Ainda não existe uma expectativa da quantidade total que será transportada para o Mato Grosso. “Essa perspectiva poderá colaborar para o incremento dos preços pagos aos produtores gaúchos”, afirmou o diretor comercial do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Rubens Silveira. A oferta local é quase exclusiva de estoques públicos, que estão terminando. Ainda existe arroz, mas de baixa qualidade.

Conforme o presidente do Sindicato das Indústrias de Arroz do Mato Grosso (Sindarroz), Joel Gonçalves Filho, o “funcionamento das indústrias locais dependeria de cerca de 40 mil toneladas até dezembro”. Segundo informações obtidas junto aos produtores, o arroz transportado estaria partindo principalmente do Litoral Norte, onde há boa qualidade do produto e fretes mais baratos.

Joel esclarece que 15% do arroz consumido no Estado é beneficiado no Rio Grande do Sul. Os outros 85% são de marcas locais. Na safra 2004/05, a produção do MT foi de dois milhões de toneladas e em 2006/07, caiu para 700 mil toneladas. “Essa defasagem ocasionou a falta do produto”, assinalou. Outros estados como Goiás, Tocantins e Maranhão também estariam desabastecidos de arroz em casca de qualidade. O Mato Grosso deverá manter a área plantada em relação à safra anterior. As informações são do governo do Estado.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink