Mato Grosso tem superávit 15,8% maior em 2016; Estado perde apenas para Minas Gerais

Agronegócio

Mato Grosso tem superávit 15,8% maior em 2016; Estado perde apenas para Minas Gerais

 A soja em grão é a principal commoditie exportada, com 53,40% das negociações totais do Estado
Por:
623 acessos

A soja em grão é a principal commoditie exportada, com 53,40% das negociações totais do Estado

Mato Grosso registrou em 2016 um superávit da balança comercial de US$ 9,351 bilhões. O resultado positivo é 15,8% superior aos US$ 8,072 bilhões verificados entre janeiro e agosto de 2015. Levantamento do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) aponta que o maior produtor agropecuário do Brasil perde apenas para Minas Gerais que verificou US$ 9,534 bilhões de superávit. As exportações no acumulado do ano somaram US$ 10,244 bilhões, enquanto as importações US$ 892,3 milhões.

Entre os seis Estados de maior expressão comercial, Minas Gerais tem o maior superávit da balança comercial no momento com US$ 9,534 bilhões, seguido de Mato Grosso com US$ 9,351 bilhões. O resultado do superávit é a diferença das exportações e importações. O MDIC revela que o Rio Grande do Sul vem em seguida com US$ 6,069 bilhões e o Paraná com US$ 3,426 bilhões. Por outro lado, Santa Catarina registra um saldo negativo de US$ 1,597 bilhões e São Paulo de US$ 3,662 bilhões, ou seja, os dois Estados mais importaram do que exportaram.

As exportações mato-grossenses somaram US$ 10,244 bilhões até agosto. O desempenho é 14,14% superior aos US$ 8,975 bilhões embarcados até o oitavo mês de 2015. A soja em grão é a principal commoditie exportada com US$ 5,470 bilhões, ou seja, 53,40% das negociações totais do Estado. Entretanto, o milho é o destaque com alta de 92,58% nos embarques no comparativo com o ano passado, saltando de US$ 874,7 milhões para US$ 1,684 bilhão. A soja em grão teve aumento de 8% apenas nas negociações.

Além da soja em grão e o milho, a lista dos cinco principais produtos exportados por mato-grossenses conta ainda com bagaços e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja com US$ 1,104 bilhão, carnes desossadas de bovino congeladas US$ 465,9 milhões e algodão US$ 381,1 milhões.

As importações somaram US$ 892,3 milhões, 1,11% a menos que os US$ 902,3 milhões do ano anterior. A queda é justificada, principalmente, pela retração de 89,11% da aquisição de gás natural no estado gasoso de US$ 123,2 milhões para US$ 13,4 milhões.

Países

A China é responsável por US$ 3,611 bilhões ou 35,25% dos US$ 10,244 bilhões negociados em 2016 por Mato Grosso. O resultado é 5,7% maior que os US$ 3,416 bilhões do ano passado.

De acordo com dados do MDIC, os Países Baixos (Holanda) somam US$ 611,2 milhões, o equivalente a 5,97% do total exportado pelo Estado. O Irã vem em seguida com US$ 585,8 milhões, a Indonésia com US$ 502,06 milhões, a Espanha com US$ 428,3 milhões, a Tailândia com US$ 423,2 milhões, o Japão com US$ 334,7 milhões, o Vietnã com US$ 324,5 milhões, a Alemanha com US$ 280,6 milhões e a Rússia com US$ 272,4 milhões.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink