Mato Grosso vai precisar de R$ 13 bilhões na safra 2007/08

Agronegócio

Mato Grosso vai precisar de R$ 13 bilhões na safra 2007/08

As linhas de crédito com juros de 6,75% deverão atender apenas 20% do total
Por:
5 acessos

O Estado do Mato Grosso precisará de R$ 13 bilhões para realizar a safra 2007/08, o mesmo valor da anterior. Porém, o Plano Safra anunciado quinta-feira pelo governo federal deverá atender no máximo 20% (R$ 2,6 bilhões) da demanda. O restante, como tem acontecido nos últimos anos, terá que ser obtido com a venda antecipada da produção para as tradings e fornecedores de insumos.

O problema é que os recursos do governo a partir de agora serão tomados a juros de 6,75% ao ano (até a safra passara eram de 8,75%), enquanto que o empréstimo junto a iniciativa privada tem taxa média de 11%, limitando os ganhos dos produtores. O diretor administrativo da Associação de Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja) e coordenador da Comissão de Crédito e Endividamento, Ricardo Tomczyk, cita que alguns grandes produtores fazem até captação internacional de recursos. Mas esses significam menos de 2% do setor. "Nosso grande desafio hoje é a manutenção da própria atividade".

Ontem, a Aprosoja promoveu o lançamento do Circuito de Planejamento da Safra 2007/2008, em Cuiabá. Com o tema "Diretrizes e viabilidade para o produtor", a intenção foi a de mostrar como está o setor hoje, fazer comparações com safras passadas e apresentar as perspectivas ao plantio deste ano. O Circuito Aprosoja também estará em 17 cidades entre os dias 2 e 13 de julho. Segundo Tomczyk, por conta das dificuldades muitos produtores estão deixando a atividade. O resultado é uma concentração de terras nas mãos de grandes produtores. Os pequenos não conseguem sobreviver porque não têm mais capacidade de endividamento.

O diretor da Aprosoja destaca que os recursos oficiais apesar de serem pouco acabam sobrando porque os produtores não têm limite para tomar o financiamento e nem garantiras para oferecer aos bancos. Por isso mesmo é cada vez maior a busca por recursos junto às tradings e fornecedores de insumos. Essa situação leva ao endividamento. Tomczyk calcula que a dívida agrícola de Mato Grosso acumulada nas últimas safras esteja hoje em R$ 6 bilhões. No Brasil, o endividamento acumulado e o da safra atual, que ainda pode ser pago, soma R$ 100 bilhões. "De R$ 60 bilhões a R$ 70 bilhões são débitos que não se sabe como e se serão pagas". Para minimizar a crise da agricultura no país, o governo federal lançou o Fundo de Recebíveis Agrícolas (FRA) para refinanciar as dívidas do setor.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink