MB Agro revisa para baixo estimativas para soja e milho em 12/13
CI
Agronegócio

MB Agro revisa para baixo estimativas para soja e milho em 12/13

Para o milho, rebaixou sua estimativa a 65-70 mi de t
Por:
SÃO PAULO (Reuters) - As estimativas para produção de soja e de milho no ciclo 2012/13 da consultoria MB Agro foram revisadas para baixo, em um cenário mais conservador diante da perspectiva de um El Niño mais fraco que o inicialmente previsto, disse o sócio da consultoria nessa quarta-feira (10).


"Este é um ano de muitos erros na previsão. Deveria ser de El Niño muito forte, mas está com cheiro de que isso não acontecerá... (o clima) está muito irregular", disse Alexandre Mendonça de Barros, sócio da MB Agro.

A consultoria agora prevê a safra de soja em 2012/13 no intervalo entre 75-80 milhões de toneladas, ante 79-83 milhões de toneladas previstas em agosto.

"Antes se previa um El Niño mais forte, quando normalmente chove bem... A visão era de uma produtividade cheia, mas com a instabilidade climática, isso muda", explicou.

Mendonça de Barros observa ainda que a entrada de muitas áreas novas de soja também contribuiu, ainda que em menor escala, para a revisão para baixo na safra. "Tem muita área nova de plantio de soja, que tendem a ter produtividades menores", explicou.


Em sua primeira estimativa, na terça-feira, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou uma safra recorde de soja na temporada 2012/13 entre 80,06 e 82,8 milhões de toneladas. [ID:nL1E8L93NZ]

Mendonça de Barros pondera que este é um "ano instável do lado do clima e vamos ter que fazer muitas revisões (nas estimativas)" ao longo do ciclo.

Na última temporada, a expectativa inicial era de uma safra recorde de soja no Brasil, mas a seca no Rio Grande do Sul, provocou uma quebra de quase 10 milhões de toneladas. O país encerrou o ciclo com uma produção de pouco mais de 66 milhões de toneladas.


Posteriormente, uma seca nos EUA também afetou o rendimento e produção das lavouras norte-americanas, puxando os preços internacionais para níveis recordes em meados deste ano.

A alta expressiva está motivando muitos produtores brasileiros a elevar a área com soja, e os analistas apontam o cultivo de área recorde nesta temporada.

MILHO

Para o milho, a MB Agro rebaixou sua estimativa a 65-70 milhões de toneladas, contra o intervalo 70-72 milhões de toneladas inicialmente apontado.

O analista lembra que a expectativa inicial era de que as chuvas começassem mais cedo, permitindo a antecipação do plantio da soja e, posteriormente, do cultivo do milho safrinha.

Ele conta que tem ouvido relatos de alguns produtores na região norte do Rio Grande do Sul, próximo a Erechim, que iniciaram o cultivo mais cedo, mas com o clima irregular tiveram de fazer o replantio da cultura.

Agora Mendonça de Barros considera que o milho segunda safra deve ser cultivado no prazo normal, estando sujeito a risco climático maior, como é típico da cultura.

A consultoria estima a área com milho segunda safra em oito milhões de hectares no atual ciclo, enquanto a Conab aponta plantio de 7,59 milhões de hectares.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink