MDA destina mais de R$ 70 milhões à agricultura familiar no Amazonas
CI
Agronegócio

MDA destina mais de R$ 70 milhões à agricultura familiar no Amazonas

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, informou que o dinheiro faz parte do Plano Safra Mais Alimentos, edição 2008/2009
Por:
Os agricultores familiares do Amazonas vão receber este ano R$ 72,2 milhões. Ao anunciar hoje (15 ) a liberação dos recursos, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, informou que o dinheiro faz parte do Plano Safra Mais Alimentos, edição 2008/2009, e representa incremento de R$ 67,1 milhões em relação à safra 20002/2003, quando o setor recebeu apenas R$ 5,1 milhões no estado.


Segundo o ministro, no Amazonas, existem particularidades que precisam ser consideradas. “O calendário agrícola é outro, o tipo de produção é outro e o extrativismo se diferencia muito da produção agrícola, por exemplo. O importante, quando liberamos esse recurso, é destinar esses valores dentro da capacidade que os agricultores têm de buscar", afirmou.

Cassel também participou da entrega de 700 equipamentos - como motores de popa, motocicletas e computadores, além de 41 veículos, ao Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Amazonas (Idam). De acordo com o ministro, o objetivo é reforçar a política de assistência técnica e extensão rural no estado. Os equipamentos foram comprados com recursos de um convênio firmado entre o Ministério do Desenvolvimento Agrário e o Idam, que prevê investimento de mais de R$ 11 milhões para fortalecer os serviços de assistência técnica e extensão rural no estado.


"A experiência tem mostrado que, quando um crédito é oferecido sem assistência técnica, os agricultores são conduzidos ao endividamento, e não à garantia de renda. O que garante e qualifica o crédito é uma assistência técnica competente, voltada para o interesse do agricultor”, disse o ministro, ao ressaltar a importância do apoio técnico para qualificação do crédito aplicado na região:. “Daí sim, ele vai plantar na hora certa, colher certo, comercializar seu produto da forma correta, e vai ter renda, possibilidade de pagar o financiamento e até de buscar outro, se desejar."

O ministro, que chegou hoje ao Amazonas, também participou de ações de regularização fundiária no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no município de Manacapururu, e entregou créditos e títulos de concessão de uso a famílias que vivem na região.


O presidente do Idam, Edson Barcelos, lembrou que os interessados no financiamentos de operações de custeio para agricultores familiares começaram a ser atendidos no dia 1º deste mês pelos bancos que operam com o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O produtor interessado deverá procurar uma das unidades do Idam em qualquer município amazonense e apresentar os documentos necessários (título da terra e documentos pessoais) para que a instituição faça seu projeto produtivo.

Para Barcelos, o desafio da prática agrícola no Amazonas é consolidar a auto-sustentabilidade. "No Amazonas, quase 95% da agricultura praticada está na mãos dos agricultores familiares. Com o Plano Safra mais Alimentos, o que nós esperamos é que isso traga uma injeção de ânimo e maior dinamização para buscarmos, pelo menos, o auto-abastecimento do estado, para não precisar importar alimentos."

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.