MDA firma parceria para desenvolver cafeicultura na agricultura familiar
CI
Agronegócio

MDA firma parceria para desenvolver cafeicultura na agricultura familiar

A Bahia possui hoje cerca de 28 mil cafeicultores, sendo 85% da agricultura familiar
Por:
A organização econômica da cafeicultura na agricultura familiar baiana é o principal objetivo da parceria que está sendo alicerçada entre o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), a Secretaria de Agricultura da Bahia (Seagri) e a Associação dos Produtores de Café da Bahia (Assocafé). A parceria foi tema de conversa, nessa terça-feira (31-01), entre o ministro Afonso Florence, o presidente da Assocafé, João Lopes Araújo, e o secretário de Desenvolvimento Territorial do MDA, Jerônimo Rodrigues.


A Bahia possui hoje cerca de 28 mil cafeicultores, sendo 85% da agricultura familiar e que respondem por 1/4 do que é produzido no estado. A previsão da associação é de que sejam colhidas entre junho e setembro deste ano mais de 150 mil toneladas, incluindo as zonas de produção da região Oeste, Chapada Diamantina, Brejões, Planalto de Conquista e da região litorânea do estado.

A elaboração de um projeto de incremento da atividade, somada à necessidade de organização dos produtores familiares de café, por meio de cooperativas com DAP jurídica, é considerada estratégica pelo ministro Afonso Florence, inclusive para o acesso ao crédito, assistência técnica e mercado consumidor institucional e privado.

“Teremos a oportunidade de impulsionar os segmentos dinâmicos, em desenvolvimento, e o dos agricultores familiares que estão na faixa da extrema pobreza, assegurando suporte desde a colheita, beneficiamento e transformação”, declarou Florence.

Ele explicou que, para isso, será feita inicialmente a sistematização das informações atualizadas sobre a cultura do grão no estado, e adiantou que também está prevista a assinatura de um protocolo de intenções entre o MDA, Assocafé e Seagri, durante o 13º Agrocafé – Simpósio Nacional do Agronegócio do Café, que será realizado nos dias 12 e 13 de março, em Salvador.

Para o secretário de Desenvolvimento Territorial do MDA, Jerônimo Rodrigues, as iniciativas reforçarão as ações do Plano Brasil Sem Miséria implementadas nos Territórios da Cidadania. “A organização da produção de café na agricultura familiar contribui para o desenvolvimento social e econômico do estado, promovendo a inclusão produtiva e geração de renda”, destacou. O presidente da Assocafé, João Lopes Araújo concorda: “Com essa parceria, levaremos até o agricultor familiar mais informação, tecnologia, enfim, condições para o aumento da produtividade e da produção de café”, afirmou Araújo.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.