MDA realiza pesquisa sobre Programa Crédito Fundiário
CI
Agronegócio

MDA realiza pesquisa sobre Programa Crédito Fundiário

Foram realizadas entrevistas presenciais com beneficiários de financiamentos do Banco da Terra, do PNCF Combate à Pobreza Rural (CPR), e do PNCF da Consolidação da Agricultura Familiar
Por:
O agricultor familiar Valdilei Pereira da Silva, 44 anos, conseguiu aumentar a produtividade de sua propriedade de 2,5 hectares em Barro do Bugre, Mato Grosso, ao aderir ao Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF). Em 2010, ele conseguiu um financiamento de R$ 21,5 mil para investir em assistência técnica e infraestrutura. Resultado: a criação de aves mais que duplicou. “No barracão que eu tinha, cabiam 400 pintinhos. Ampliei o espaço, e hoje crio 900”. Valdilei ainda potencializou a criação de porcos e a produção de mandioca, hortaliças e banana.


Com o propósito de traçar um perfil de pessoas que, a exemplo de Valdilei, se beneficiam de programas de crédito fundiário, identificar fatores internos e externos associados à inadimplência e definir formas para melhorar as políticas do setor, o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) realizou a pesquisa Perfil dos Beneficiários do Banco da Terra e do Crédito Fundiário. Parte dos números do levantamento foram apresentados nesta quinta-feira (1º) durante o IV Seminário Nacional do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF).

A pesquisa, coordenada pelo engenheiro agrônomo Antônio Maria Gomes de Castro, seguiu três linhas de atuação. Foram realizadas entrevistas presenciais com beneficiários de financiamentos do Banco da Terra, do PNCF Combate à Pobreza Rural (CPR), e do PNCF da Consolidação da Agricultura Familiar. Ao todo, as equipes aplicaram 410 questionários a responsáveis por empreendimentos individuais e coletivos de sete estados (Goiás, Paraná, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Piauí, Maranhão e Rio Grande do Sul).


O programa mudou a qualidade de vida da maioria dos beneficiários entrevistados, principalmente em relação à moradia e ao patrimônio das famílias atendidas pelo programa. Atualmente, 90 mil famílias de produtores rurais em situação de extrema pobreza são atendidas, e a taxa de inadimplência registrada é de apenas 7,5%.
O trabalho foi inciado em janeiro e os dados estão previstos para serem publicados em janeiro do ano que vem.

Sobre o Programa
O Ministério do Desenvolvimento Agrário, por meio da Secretaria de Reordenamento Agrário, desenvolve o Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) que oferece condições para que os trabalhadores rurais sem terra ou com pouca terra possam comprar um imóvel rural por meio de um financiamento. O recurso ainda é usado na estruturação da infraestrutura necessária para a produção e assistência técnica e extensão rural. Além da terra, o agricultor pode construir sua casa, preparar o solo, comprar implementos, ter acompanhamento técnico e o que mais for necessário para se desenvolver de forma independente e autônoma. O financiamento pode ser feito tanto individualmente quanto de forma coletiva.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.