Média exportada cai 3% na terceira semana de agosto

Agronegócio

Média exportada cai 3% na terceira semana de agosto

Queda foi decorrente da diminuição no embarque de produtos como petróleo, carne, grãos e carne
Por:
214 acessos

- As exportações brasileiras na terceira semana de agosto (17 a 23) totalizaram US$ 3,135 bilhões, com média diária de US$ 627 milhões, o que representou um recuo de 3% em relação ao desempenho registrado até a segunda semana do mês (média diária de US$ 646,6 milhões). Segundo os dados divulgados nesta segunda-feira, 24, pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), essa queda foi decorrente da diminuição no embarque de produtos básicos (-13,8%), por causa, principalmente de soja em grão, petróleo em bruto e carne bovina, suína e de frango.

As vendas de manufaturados, por outro lado, tiveram crescimento de 6%, com destaque para as exportações de autopeças, óleos combustíveis, suco de laranja, chassis com motor, óxidos e hidróxidos de alumínio e pneumáticos.

As exportações de semimanufaturados registraram ligeiro aumento, de +0,1%, com destaque para açúcar em bruto, celulose, ferro fundido e ferro-ligas. As importações totalizaram US$ 2,720 bilhões na terceira semana do mês, com média diária de US$ 544 milhões, o que representou uma alta de 12,1% sobre a média diária verificada até a segunda semana do mês (US$ 485,1 milhões).

De acordo com os dados do MDIC, a alta das importações foi motivada pelos gastos com equipamentos mecânicos, combustíveis e lubrificantes, aparelhos eletroeletrônicos, veículos automóveis e partes, químicos orgânicos e inorgânicos e instrumentos de ótica e precisão.

No acumulado do mês de agosto, até a terceira semana, as exportações somam US$ 9,601 bilhões, com média diária de US$ 640,1 milhões. Na comparação com a média verificada em agosto de 2008 (US$ 940,3 milhões), houve uma queda de 31,9% nas vendas externas. Segundo os dados do MDIC, essa retração foi decorrente da queda nas três categorias de produtos: semimanufaturados (-34,2%), com menores vendas de ferro fundido, catodos de cobre, semimanufaturados de ferro/aço, alumínio em bruto, ferro-ligas, madeira e couros e peles; manufaturados (-32,7%), com queda nas vendas de gasolina, etanol, automóveis, aviões, aparelhos celulares, autopeças e calçados; e básicos (-29,4%), influenciadas pelas menores vendas de minério de ferro, petróleo em bruto, carne bovina, suína e de frango e café em grão.

Na comparação com julho deste ano, quando a média diária exportada foi de US$ 614,9 milhões, as exportações até o dia 23 de agosto cresceram 4,1%. Houve aumento nas vendas de semimanufaturados (+15,8%) e manufaturados (+6,3%) e queda nas exportações de básicos (-1,2%).

As importações, no mês, somam US$ 7,571 bilhões, com média diária de US$ 504,7 milhões, uma queda de 39,3% em relação à média verificada em agosto de 2008 (US$ 831,1 milhões). Os dados mostram que caíram os gastos em combustíveis e lubrificantes (-64,5%), adubos e fertilizantes (-52,8%), siderúrgicos (-40,4%) equipamentos mecânicos (-35,9%), aparelhos eletroeletrônicos (-27,4%) e instrumentos de ótica e precisão (-26,9%).

Na comparação com julho deste ano, quando a média diária importada foi de US$ 487,6 milhões, houve um crescimento de 3,5% nas compras realizadas até o dia 23 de agosto. Esse aumento foi motivado pelos maiores gastos com compras de siderúrgicos (+13,5%), veículos automóveis e peças (+13,4%), adubos e fertilizantes (+12,4%), aparelhos eletroeletrônicos (+10,1%), instrumentos de ótica e precisão (+8,0%), equipamentos mecânicos (+5,5%) e químicos orgânicos e inorgânicos (+5,5%).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink