Melhoramento genético permite abate em até 24 meses e maior produção por hectare

Agronegócio

Melhoramento genético permite abate em até 24 meses e maior produção por hectare

O empenho do melhoramento genético permite ao pecuarista uma redução de seis meses no tempo do animal destinado ao abate.
Por:
284 acessos

O empenho do melhoramento genético permite ao pecuarista uma redução de seis meses no tempo do animal destinado ao abate, vindo este ser enviado aos frigoríficos com aproximadamente 28 meses. Em alguns casos, o investimento empregado pode possibilitar que o animal chegue à indústria com 24 meses. O melhoramento genético bovino é palco de discussão em Cuiabá na Genapec - 1ª Exposição de Melhoramento Genético, que segue até domingo.

O presidente da Associação dos Criadores de Nelore de Mato Grosso, Luiz Antônio Felippe, pontua que há muito trabalho em termos de melhoramento genético. "Você pode melhorar pastagem, manejo, a propriedade fisicamente, mas o melhoramento genético é fundamental para você melhorar a sua parte produtiva".

O melhoramento genético não serve apenas, explica ao Agro Olhar a Ana Elisa Bardi, diretora da Pecus, que coordena o evento, para se obter um animal robusto voltado para rankeamento e reprodução. "A discussão aqui é a obtenção de um individuo mais eficiente e que chega ao ponto de abate mais rápido, em menor idade e que produz uma carcaça mais pesada com acabamento ideal".

De acordo com Ana Elisa Bardi, a redução do tempo do animal destinado para o abate pode chegar a seus meses. "Aquela ideia que tínhamos de 36, 35 meses para abate, a gente consegue reduzir para 28, 27 meses. E, aquela propriedade que trabalha muito mais tempo com melhoramento genético esse indivíduos estão indo até com dois anos de idade. Isso sim é um incremento de produtividade".

Mato Grosso possui um rebanho de aproximadamente 29,5 milhões de cabeças. O presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), entidade apoiadora da Genapec, José João Bernardes, os criadores possuem o desafio diário de produzir cada vez mais alimentos. "A seleção genética é parte fundamental nesse processo de aumento de produtividade no campo".

As evoluções são constantes o que possibilitam ganhos que oportunizam a minimização do tempo em que os animais ficam nas propriedades e permitem uma maior produção por hectare, conforme o pecuarista Olímpio Risso de Brito.

"Você conseguir antecipar o abate em cinco ou seis meses possibilita a substituição por outros animais. Então, no final do ano você consegue uma produção muito maior por hectare. Você rotaciona muito mais rápido os indivíduos em até cinco ou seis meses em relação a uma pecuária convencional", comenta Brito.

Integração Lavoura-Pecuária

A Integração Lavoura-Pecuária é uma opção que vem sendo utilizada por produtores rurais mato-grossenses em busca de ganhos em produtividade seja ela na agricultura ou pecuária, além de rentabilidade.

Em Marcelândia a pecuária e o setor madeireiro são as principais economias do município. Entretanto, há cerca de três anos a agricultura vem sendo inserida na matriz produtiva.

Marcelândia tem um rebanho de aproximadamente 219 mil cabeças e em torno de 350 mil hectares que podem ser trabalhadas tanto na agricultura quanto na pecuária. Segundo o presidente do Sindicato Rural do município, Agenor Andrade, na última safra aproximadamente 65 mil hectares de soja foram colhidos e a expectativa é que se alcance algo em torno de 200 mil hectares nos próximos anos.

"O interessante e é importante ressaltar que a agricultura não está sendo substitutiva da pecuária. Elas estão se complementando. Atrás da pastagem você consegue fazer uma palhada de ótima qualidade, que favorece a cultura da soja e também as áreas aonde a janela para a segunda safra, normalmente do milho, em que ela pode estar apertada o produtor já tem know how em nosso município de produzir arrobas no período da segunda safra. É o que nós chamamos de boi safrinha", salienta Agenor Andrade ao Agro Olhar.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink