Membro da Academia Internacional de Ciências fará abertura do 1º Congresso de Bioenergia de MT

Agronegócio

Membro da Academia Internacional de Ciências fará abertura do 1º Congresso de Bioenergia de MT

O potencial de Mato Grosso e quais fatores de competitividade devem ser considerados, será uma das questõe apresentadas pelo pesquisador.
2428 acessos

Como se deu a geração de energia no mundo e como será sua evolução para os próximos anos? Qual o potencial de Mato Grosso e quais fatores de competitividade devem ser considerados? Essas e outras questões serão apresentadas pelo pesquisador da Embrapa Soja e membro do Painel Internacional de Energia da Academia Internacional de Ciências, Décio Gazzoni, durante a abertura do 1º Congresso de Bioenergia de Mato Grosso e 3º Congresso do Setor Sucroenergético do Brasil Central. O Congresso, que é uma realização do Sistema Famato/Senar-MT e Aprosoja, começa no próximo dia 12 e segue até dia 14 de setembro, no Cenarium Rural, em Cuiabá.
 
Com o tema ‘Visão estratégica da energia em termos globais: tendências de mercado, tecnologia e políticas públicas’, Gazzoni, que também é consultor internacional do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Banco Mundial e da Organização para a Agricultura e Alimentação (FAO), fará uma análise do que está ocorrendo com a energia mundial, em especial a energia renovável.  Ele vai abordar três vertentes: mercado, com estatísticas de evolução nos últimos 10, 15 anos e prospecção de futuro; novas tecnologias, como está o avanço tecnológico e ainda as políticas públicas em diferentes países do mundo, apontando o que está sendo feito para apoiar a energia renovável.
 
“Apesar de ser aberto, o mercado de energia é altamente competitivo. Dentro da energia renovável temos a bioeletricidade, mas tem hidráulica, eólica, aquecimento solar, e todas estão disputando o mesmo mercado. O setor de transporte, por exemplo, atualmente é dominado pelo combustível líquido, mas quando vislumbramos os próximos 20 anos, percebemos uma mudança gradual, exemplos como trens, ônibus, carros e caminhões elétricos. A eletricidade começa a tomar conta desse segmento”.
 
Para o pesquisador, a produção de energia pode ser uma grande oportunidade para Mato Grosso. “Os produtores rurais têm se mostrado excelentes empresários e o Estado é um produtor expressivo, podendo ampliar ainda mais devido a sua extensão geográfica, topografia e clima. É preciso considerar o quanto isso pode ser favorável e descobrir novas formas, como ocorre em fazendas fotovoltaicas - áreas que não são propícias para a agricultura, mas que geram energia utilizando a radiação solar. Podemos dizer que Mato Grosso está em uma posição privilegiada em termos de produção de energia”, garante. 
 
Segundo ele, para gerar energia é necessário uma série de fatores, desde o que a natureza fornece até o aporte de capital. “É um investimento com período de maturação prolongado, geralmente em torno de 10, 12 anos para obter o retorno do capital investido, entretanto, é crescente a demanda mundial do mercado comprador. Com boa gestão, políticas públicas adequadas e a devida capacidade de investimento, torna-se um negócio muito atrativo para os produtores de Mato Grosso. Ou seja, as oportunidades vão além da cana e do milho”, aponta.
 
Gazzoni destaca ainda que é fundamental a discussão da geração de energia e, no futuro, a possiblidade de uma integração energética entre os países da América Latina. “O debate de políticas públicas nacionais e entre países como Bolívia, Peru, Argentina e Venezuela garante a adoção de medidas adequadas para apoiar a produção de energia renovável”, enfatiza o pesquisador.
 
A palestra de abertura com Gazzoni ocorrerá no dia 12 (segunda-feira), às 19h. O evento tem continuidade nos dias 13 e 14, no Cenarium Rural. A programação completa pode ser acessada no site: site www.sistemafamato.org.br/bioenergiamt.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink