Mercado boliviano conhece defensivo biológico brasileiro

INTERNACIONAL

Mercado boliviano conhece defensivo biológico brasileiro

Grande potencial e receptividade para tecnologias biológicas eficientes e rentáveis
Por: -Leonardo Gottems
334 acessos

O mercado agrícola da Bolívia possui um grande potencial e receptividade para tecnologias biológicas eficientes e rentáveis ao produtor. Essa é a conclusão do gerente de Mercados Internacionais da Simbiose Agrotecnologia Biológica, Gustavo Valicente, após visita ao país vizinho – onde realizou uma série de treinamentos para agricultores locais e empresas parceiras. 

Segundo Valicente, o mercado boliviano é extremamente interessante para a Simbiose, sendo que a empresa pretende trazer mais de seu portfólio ao país. O gerente de Mercados Internacionais explica que o sistema de registro de defensivos agrícolas é semelhante e segue os mesmos padrões do brasileiro, porém o tempo para a concessão é de aproximadamente três anos.

“No mercado boliviano a Simbiose já atua fortemente com sua linha de inoculantes e protetores de inoculantes, e para 2018 teremos uma linha completa de tecnologia de aplicação, potencializando a ação dos produtos. Para 2019, teremos os primeiros produtos registrados: BtControl, BeauveControl, NemaControl e StimuControl”, afirma.

Em entrevista concedida na tarde desta segunda-feira (14.05) para o Canal Rural da Bolívia, o Dr. Francisco Rodriguez, colombiano que é analista de Pesquisa e Desenvolvimento da Simbiose, explicou a importância da utilização de BT (Bacillus thuringiensis) para manejar resistência de inseticidas químicos.

De acordo com o especialista, pelo fato de possuírem modos múltiplos de ação sobre as pragas, os biológicos exercem menor pressão de seleção de resistência quando comparados com os produtos químicos. Além disso, Rodriguez apresentou a tecnologia de “coinoculação em soja” e “inoculação em gramíneas”. As apresentações e treinamentos ocorreram no Hotel Marriott em Santa Cruz de la Sierra, na cidade de Quatro Cañadas, cidade de San Pedro e Colônia Okinawa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink