Mercado de commodities
CI
Agronegócio

Mercado de commodities

Plantio da safra de soja norte-americana corre muito bem, alcançando 89%
Por:
Quarta-feira (30), na Bolsa de Chicago, na ausência de fatores fundamentais mais recentes, predominou a supremacia dos fatores macroeconômicos, com a questão dos bancos espanhóis.

Pelo lado fundamental, o plantio da safra de soja norte-americana corre muito bem, alcançando 89% e as condições climáticas até agora são favoráveis ao desenvolvimento da cultura.

No plano macroeconômico, as incertezas reinantes em esfera mundial, deixam os investidores receosos e cautelosos. Como se não bastasse a crise grega, agora é a vez da Espanha.

Com isso, fogem dos ativos de risco e buscam refúgio no dólar. O dólar operou em alta, com venda a R$ 2,016.

No mercado da soja, por conta das notícias de reajuste na produção da América do Sul, nos primeiros momentos do pregão, ensaiou-se uma alta mas, que não se sustentou por conta dos fatores já mencionados. Os futuros julho/12 foram comercializados a US$ 30,27 por saca, equivalente ao dólar vigente a R$ 61,02 por saca. Para setembro a indicação foi de US$ 29,12 por saca, correspondente a R$ 58,70 por saca.

No mercado do milho, o plantio norte-americano atinge 92% da área prevista e o grão apresenta oscilações nos preços. Na Bolsa de Chicago, os contratos para julho, foram negociados a US$ 13,21 por saca, correspondente a R$ 26,63 por saca e para setembro a referência foi de R$ 12,44 por saca (R$ 25,07 por saca).

Quanto ao mercado do trigo, o mercado do clima traz volatilidade aos preços. O plantio norte-americano já atinge 96% do plantio. Os olhares do mercado estão voltados para as previsões climáticas para os próximos dias para os Estados Unidos e Leste Europeu.

Os futuros para setembro/12 fecharam a US$ 14,39 por saca e para dezembro/12 a indicação foi de US$ 15,23 por saca.

No mercado doméstico, preço médio soja de R$ 56,01 por saca, acompanhando o desempenho da Bolsa de Chicago. Para o milho, preços em queda, cotados a R$ 20,47 por saca. Para o trigo, preços médios estáveis em R$ 26,02 por saca, com o setor indicando redução de área plantada, e de acordo com estimativas deverá plantar a menor área dos últimos 37 anos.
?
Detect language » Portuguese


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink