Mercado de Commodities
CI
Agronegócio

Mercado de Commodities

Nesta quarta-feira, na Bolsa de Chicago, a soja operou com preços mais altos
Por:
Por Gilda M. Bozza - Economista DTE/FAEP
 
Nesta quarta-feira, na Bolsa de Chicago, a soja operou com preços mais altos, alavancados pelo movimento de recuperação, demanda firme e oferta ajustada.

A tendência aponta para continuidade da volatilidade, porquanto o mercado está atento ao desenrolar da crise europeia e mais recentemente, ao clima na América do Sul nos próximos meses, com possível atraso no plantio da safra 2012/2013.

No mercado da soja, os contratos com entrega em novembro de 2012 foram negociados a US$ 34,63 por saca, equivalente a R$ 70,16 por saca, avanço de US$ 0,39 por saca. Março/13 foi cotado a US$ 33,89 por saca, correspondente a R$ 68,67 por saca.

Os futuros do milho fecharam dezembro de 2012 cotado a US$ 17,83 por saca, equivalente a R$ 36,13 por saca. Já para março/13 o referencial foi de 17,85 por saca.

O mercado do trigo registrou alta a partir da confirmação de suspensão das importações de trigo na Ucrânia. O governo ucraniano estabeleceu que não mais de 5 milhões de toneladas poderão ser exportadas. Com isso, os futuros dezembro fecharam a US$ 19,50 por saca, correspondente a R$ 39,51 por saca. Para março o apontamento foi de R$ 19,80 por saca.

No mercado paranaense, o preço da soja acompanhou Chicago e a média estadual apurada pela SEAB foi de R$ 68,80 por saca, acréscimo de R$ 0,78 por saca. Em outubro/12 o preço do grão variou negativamente em R$ 1,05 por saca. Para o milho, preço médio de R$ 24,99 por saca e para o trigo, alta de R$ 0,11 por saca, com preço médio de R$ 33,80 por saca.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink