Mercado de reposição: cotações fecham março em alta

Cotações

Mercado de reposição: cotações fecham março em alta

Volume de negócios no mercado de reposição tende a aumentar conforme a troca for acontecendo com maior intensidade
Por:
151 acessos

Em março, na média de todas as categorias de machos e fêmeas anelorados e estados pesquisados pela Scot Consultoria, as cotações fecharam com valorização de 0,5%.  Com a melhora das chuvas nos dois últimos meses, as pastagens se recuperaram e permitem a retenção dos animais no pasto. Isso dá maior respaldo para a ponta vendedora endurecer as negociações, pedindo preços maiores, fato que gera pressão de alta no mercado.

Mas o mesmo pasto que garante a retenção das categorias de reposição, também garante a retenção do boi gordo e, com isso, muitos pecuaristas ainda não venderam a boiada gorda e, consequentemente, não fizeram a reposição do rebanho. 

Portanto, o volume de negócios no mercado de reposição tende a aumentar conforme a troca for acontecendo com maior intensidade. 

Lembrando que daqui em diante as pastagens perderão gradativamente qualidade, em função do menor volume de chuvas e condições climáticas menos favoráveis, como temperatura e luz. Movimento que acontece todo ano, caracterizando o período seco.

Logo, no médio prazo com a menor qualidade do pasto naturalmente haverá maior saída de boi gordo para as indústrias e, consequentemente, maior procura por reposição.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink