Mercado do boi gordo:tentativas de compra abaixo da referência perderam força
CI
Agronegócio

Mercado do boi gordo:tentativas de compra abaixo da referência perderam força

Mercado do boi voltou trabalhar em ambiente firme
Por:
As tentativas de compra abaixo da referência perderam força. O mercado do boi voltou trabalhar em ambiente firme.

Em São Paulo, os frigoríficos que testavam o mercado com preços menores elevaram suas ofertas de compra. A disponibilidade de animais restrita, somada à redução nos dias de negociação da próxima semana, torna o mercado comprador.

Negócios de R$124,00/@, à vista, voltaram a aparecer nesta quarta-feira (16.04). Não são poucas as indústrias paulistas que trabalham com escalas de abate de dois dias úteis.

Em Mato Grosso do Sul, em Campo Grande e Três Lagoas, onde a referência ficou em R$118,00/@, à vista, ocorrem negócios de R$120,00/@, nas mesmas condições, e cresce a resistência do pecuarista em entregar mediante ofertas menores.

Em Goiás, fica clara a dificuldade para comprar boiadas. Tanto na região sul quanto em Goiânia, mesmo os frigoríficos de grande porte abriram ofertas de compra em valores maiores, e isso puxou a referência.

No mercado atacadista de carne bovina, o preço do boi casado de animais inteiros teve queda 0,5%.

Mesmo com a redução nas cotações das peças com osso, os pagamentos acima da referência para o boi gordo ocorreram, ou seja, a oferta de boiadas restrita é o que dita o ritmo do mercado.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink