Mercado interno puxa venda de máquinas
CI
Imagem: Marcel Oliveira
DESEMPENHO

Mercado interno puxa venda de máquinas

Com isso o terceiro trimestre do ano fechou em alta de 10,8%
Por: -Eliza Maliszewski

O relatório de setembro da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) mostra que no mês houve normalização das atividades produtivas da indústria do setor, que passou meses prejudicada pela pandemia. Em receita foi registrado crescimento de 13,3% no comparativo interanual, com R$ 13,9 bilhões. Com isso o terceiro trimestre do ano fechou em alta de 10,8%. Já no ano, entre janeiro e setembro, houve recuo de 1,8%, puxado pelos impactos da Covid-19.

No segundo semestre quem puxou as receitas foi o mercado interno. Em setembro a receita interna cresceu 22,9%. Em agosto havia tido alta de 16,4% e em julho de 29,7%. As vendas internas no terceiro trimestre deste ano avançaram 22,7%. Segundo o relatório “uma possível compensação das vendas interrompidas no auge da pandemia, uma melhora em segmentos como máquinas agrícolas e alguma substituição de importados por nacionais, ajudam a explicar tal comportamento”.

Na exportação houve forte queda pelo sétimo mês consecutivo. As vendas em dólar caíram 23,7% e as receitas externas tiveram retração de 31,7% no terceiro trimestre. No ano, entre janeiro e setembro, queda de 27,7% nas exportações. O principal comprador, os Estados Unidos, retraiu 31% neste ano; na América Latina baixa de 24,1% e na Argentina 15,9%. Para os países europeus as vendas retraíram 31%.

O comércio mundial restrito explica o fato, segundo a entidade. No acumulado do ano o setor de máquinas agrícolas é o que tem menor queda, de 1,3%. Em setembro o segmento teve queda de 17,2% nas exportações.

Na importação também foi registrada queda, de 15,2% em setembro. Segundo a Abimaq a perspectiva é de estabilização nos próximos meses. Nas máquinas para a agricultura queda de 28% no ano. Entre janeiro e setembro houve aumento de importação dos Estados Unidos na casa de 2,7% e queda nas máquinas da China em 6,2% e da Itália em 19,6%.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink