Mercado Pet se mantêm aquecido em todo o país

Agronegócio

Mercado Pet se mantêm aquecido em todo o país

Em Sc, indústria que fabrica rações aumentou a produção no último ano
Por:
700 acessos

No Brasil, o mercado Pet deve atingir um faturamento de R$ 19,2 bilhões até o final de 2016. A estimativa é da Abinpet – Associação Brasileira da Indústria de produtos para animais de estimação. O crescimento de 6,7% é um pouco menor do que o de 2015, que fechou com uma taxa de 7,6%, porém o setor conseguiu se manter aquecido, mesmo com a instabilidade econômica no país.

Em Santa Catarina, uma das maiores produtoras de alimentos para animais de estimação aumentou a produção de rações, apostando em um diferencial: alimentos específicos para os animais idosos, castrados ou obesos. 

A produção de ração sênior, por exemplo, foi responsável por 40% desse aumento na fábrica. O alimento é produzido para cães com mais de 7 anos e proporciona mais anos de vida aos cães, por atender as necessidades dos cães idosos, desde a mastigação até os nutrientes e vitaminas. “É um mercado novo e muitas pessoas ainda não conhecem a importância da ração especial para essa faixa etária. Mas, a partir do momento que os donos tem essa informação, eles fazem a troca”, explica Ilson Júnior, analista de exportação e importação da DalPet.

Outra novidade que ganhou o mercado foi a ração para cães atletas. Ideal para cães que praticam atividades físicas e para os esportistas, ela proporciona energia em dobro, por conter minerais e proteínas de alto valor biológico.

Um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que a população de gatos se multiplica em maior proporção e deve predominar em menos de dez anos no país. Hoje são mais de 22 milhões de gatos. Para atender esse mercado, a empresa catarinense desenvolveu uma fórmula especial para os gatos castrados. Como os gatos castrados tem tendência a engordar, o produto diferenciado possui uma fórmula com mais fibras e menos gordura que evitam a obesidade.

A produção de toda essa ração é feita na fábrica da Dalpet, localizada na cidade de Três Barras. Todo o processo passa por um rigoroso controle de qualidade. São desenvolvidos por veterinários e nutricionistas para atender as necessidades dos animais. Esse rígido controle de qualidade faz com que a DalPet ofereça aos clientes a opção ‘Satisfação garantida’. Dessa forma, se o cliente não fica satisfeito com o produto, ele tem a oportunidade de fazer a troca.

Desde 2003 no mercado, a Dalpet pertence ao Grupo Dalquim e além de distribuir alimentos para animais em todo o país, hoje também exporta para diversos países, como República Dominicana, Uruguai, Kuwait, Angola e Panamá.
Para o empresário, Otílio Dalçóquio, como os demais setores, o mercado pet também sentiu a crise, porém conseguiu manter um crescimento com novidades nas rações. Hoje as pessoas procuram o alimento do animal de acordo com a qualidade oferecida, por isso são desenvolvidas pesquisas para lançar o que há de melhor no mercado”, conclui.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink