Mercoláctea 2011 encerra com resultados positivos

Agronegócio

Mercoláctea 2011 encerra com resultados positivos

O público visitante atingiu 26,2 mil pessoas
Por: -Joana
929 acessos
Os 150 expositores da Mercoláctea 2011, a feira que reuniu toda a cadeia produtiva do leite do sul do Brasil e foi encerrada neste fim de semana, no parque Tancredo Neves, em Chapecó, prospectaram negócios da ordem de 85 milhões de reais, na forma de vendas concretizadas durante o evento ou agendadas para os próximos seis meses. O público visitante atingiu 26,2 mil pessoas.

“A feira foi um sucesso em todos os aspectos, nas vendas, na difusão tecnológica e na sustentação de imagem das empresas expositoras”, sintetizou o presidente da Comissão Central Organizadora, Ricardo Lunardi. As entidades promotoras e apoiadoras estão discutindo agora se reeditarão anual ou bienalmente a exposição-feira.

Destacou que a parceria com todas as instituições do setor e as três esferas de governos – entre eles, Sebrae, Governo do Estado, Município e ALESC – permitiram a realização da Mercoláctea 2011. Enfatizou o papel da feira na promoção de negócios e na difusão tecnológica.

“O segredo do sucesso dessa feira foi a integração entre produtores rurais, as agroindústrias, as universidades, o atacado e o varejo”, assinala o vice-presidente da CCO e coordenador do setor industrial, Daniel Tozzo. Ao contrário das duas primeiras edições que reuniram apenas as indústrias, neste ano, todos os atores da cadeia produtiva participaram.

Os produtos em exposição atenderam a todos os atores da cadeia do leite: produtores rurais, técnicos e proprietários de indústrias de processamento, varejistas e fornecedores. “Essa é uma feira moderna e completa que se transformou na vitrine do setor leiteiro”, acrescentou Tozzo.

A próxima expo-feira terá uma inovação: a criação do selo Mercoláctea de qualidade e inovação a ser conferido ao leite, queijos e outros produtos lácteos de excepcional qualidade. A feira fará convênios com institutos de tecnologia de alimentos para a seleção e outorga do selo.

Além da mostra de equipamentos, insumos e serviços, a Mercoláctea abrigou exposição e feira de gado leiteiro com mais de 1.000 animais, entre bovinos Holandês e Jersey) e ovinos. A mostra é organizada pelos Núcleos de Criadores de Bovinos e de Ovinos.

A produção de leite de Santa Catarina – 5o no ranking nacional – é de 5,5 milhões de litros/dia. O oeste catarinense responde por 72%, ou 4 milhões de litros/dia, e registra crescimento anual da ordem de 15% ao ano, o dobro da média nacional.

AGROPECUÁRIA

Durante a Mercoláctea 2011, foi realizado o 1º Torneio Oficial de Ovinos Leiteiros. A ovelha destaque no evento produziu 3,230 litros em 24 horas, do proprietário Valdair Ecco, de Chapecó.

Na categoria bovinos, a produção de leite em torneios leiteiros oficial na Raça Jersey 2ª Categoria (vacas com mais de 36 meses de idade) quebrou o recorde nacional, com a produção de 56,610 litros de leite em 24 horas: com o animal Dançarina 034 Duncan Barber Chorista, pertencente a Ivan Pedro de Oliveira Gomes, de São José do Cerrito/SC.

Também foi promovida pela primeira vez em Santa Catarina a escolha da Suprema Campeã de uma Exposição Ranqueada pela Associação Catarinense de Criadores de Bovinos (ACCB). A vencedora foi o animal Sucupira 234 Sultan do Cruzeiro, de propriedade de Décio da Fonseca Ribeiro, de Lages/SC.

Os vencedores do Torneio Leiteiro, Itamar Luiz Parizzi e Ivan Pedro de Oliveira Gomes, neste ano, inovaram. Ao invés de receber o tão esperado banho de leite, doaram os 1.104 litros de leite produzidos durante a Feira para uma entidade beneficente. O produto será industrializado e entregue nos próximos dias pelo Núcleo dos Criadores de Bovinos de Chapecó

LEILÃO

O Leilão de Gado Geral ocorrido no sábado (14) às 18 horas encerrou as atividades paralelas da Mercoláctea 2011. Foram comercializados 370 animais, divididos em 44 lotes, com arrecadação de R$ 305 mil reais. O preço médio dos machos chegou a R$ 4,30/kg e o preço médio das fêmeas foi de R$ 3,88/kg, além de dois reprodutores da raça Charolês, vendidos a R$ 5 mil reais cada. Os lances foram disputados por dezenas de compradores de vários municípios da região oeste.

SESSÃO DE NEGÓCIOS

Um espaço que marca o primeiro contato de futuros negócios e novas parcerias. Assim podem ser definidas as sessões de negócios, promovidas pelo Sebrae/SC durante a Mercoláctea 2011, no Parque da Efapi em Chapecó. Coordenada pelas analistas do Sebrae/SC, Maria de Lourdes e Eleane Raulino, a iniciativa, que oportunizou a interação entre os expositores da feira, contou com a participação de aproximadamente 100 empresários.

“As sessões de negócio permitiram o contato direto entre diferentes empresas do setor, oportunizaram a troca de informações entre empresários e profissionais da cadeia produtiva do leite, o que é fundamental para futuras parcerias e conquista de novos mercados”, avalia o coordenador regional do Sebrae, Enio Albérto Parmeggiani.

Ao todo, foram realizadas quatro sessões. Cada encontro contou com a participação de aproximadamente 25 empresários, que se apresentaram individualmente em uma mesa formada por cinco participantes de diferentes empresas. Todos os participantes tiveram um minuto e meio para uma rápida e objetiva explanação de seus produtos e/ou serviços, além de distribuir cartões e materiais promocionais. Em seguida, os empresários trocavam de mesa para nova apresentação.

ORGANIZAÇÃO

A Mercoláctea foi organizada e promovida pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic), Agência T12, Faesc, Núcleo dos Criadores de Bovinos de Chapecó e ABCOL com patrocínio do Sebrae, apoio da Prefeitura Municipal de Chapecó, Ocesc, Senar, Fecoagro, Governo de SC, Epagri, Sindicato Rural, Fiesc, Sicredi, MAPA, Fetaesc e Convention Bureau de Chapecó.
 
 
As informações são da MB Comunicação Empresarial/Organizacional

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink