Mercoláctea 2012 terá Seminário Internacional do leite

Agronegócio

Mercoláctea 2012 terá Seminário Internacional do leite

O evento envolverá mais de 2.000 pessoas, com palestrantes da Nova Zelândia, Espanha e Canadá e será desenvolvido nos dias 8 e 9 de novembro
Por:
1044 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.
O Seminário Internacional do Leite será o principal evento científico da 4ª Mercoláctea – feira que reúne toda a cadeia produtiva de leite do sul do Brasil e ocorrerá entre os dias 8 e 11 de novembro de 2012, no Parque da Efapi, em Chapecó.

O evento envolverá mais de 2.000 pessoas, com palestrantes da Nova Zelândia, Espanha e Canadá e será desenvolvido nos dias 8 e 9 de novembro. O evento é organizado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), juntamente com a Unochapecó e Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS). Paralelamente ao seminário, ocorrerá o Fórum Catarinense da Cadeia Leiteira, coordenado pela Comissão Parlamentar Permanente do Leite da Câmara dos Deputados.


“Alimento de alto valor biológico, o leite tem acompanhado a dieta humana desde os primórdios da civilização, quando os primeiros bovinos foram domesticados, até a atualidade. Hoje, o leite é o produto agrícola com o maior valor global de produção, somando U$ 180 bilhões. É um mercado crescente e exigente. O Brasil, em 5º lugar, tem grandes oportunidades de crescimento do setor, mas para isso precisa quantidade e qualidade. Esse é o foco do Seminário”, assinala o coordenador do evento e professor Ph.D. Luiz Carlos Pinheiro Machado.

O presidente da Mercoláctea 2012, Odacir Zonta, realça que o Seminário exibirá o que há de mais avançado no mundo na produção de leite.

As inscrições para o seminário podem ser feitas antecipadamente no site www.mercolactea.com.br.

PROGRAMAÇÃO

O Seminário Internacional do Leite terá início no dia 8 de novembro, às 9 horas. Às 10 horas inicia o Fórum Catarinense da Cadeia Produtiva do Leite, às 12 horas haverá intervalo para almoço e, à tarde, ocorrem as palestras, painéis e mesas-redondas.

Às 14 horas inicia a mesa redonda Cenários, perspectivas e desafios da cadeia produtiva de lácteos no Brasil, tendo como palestrantes Luiz C. P. Machado Filho, representante da Câmara Setorial e Temática da Cadeia Produtiva do Leite do Ministério da Agricultura. O moderador será o secretário executivo da Secretaria da Agricultura de SC, Airton Spies.


A partir das 16 horas iniciam outras duas palestras: Implicações do manejo da pastagem no comportamento de pastoreio com Pablo Gregorini da empresa DairyNZ, de Nova Zelândia, e Pastoreio racional Voisin e agricultura de baixo carbono, com Airton Castagna, da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro. Atuará como moderadora a pesquisadora da UFSC, Daniele Kazama.

No dia 9 de novembro os trabalhos serão retomados às 8h30 com a mesa-redonda Experiências de cooperativismo, tendo como palestrantes técnicos do Centro leite (Goiás), da Coopercentral Aurora Alimentos (Chapecó) e de Mondragon (Espanha). O moderador será Olavo Ghedini (Ascooper).

Às 10h30 inicia a palestra Genética de gado leiteiro com Flávio Schenkel, da Animal & Poutry Science, da University of Guelph. Às 11h30 a mesa-redonda Qualidade do leite e sistemas de produção reunirá os pesquisadores Daniele Kazama (UFSC), Shirley Kuhnen (UFSC) e Alan Fredeen (NSAC, Canadá), tendo como moderador Ricardo Kazama (UFSC).


Paralela e simultaneamente serão oferecidas as oficinas coordenadas por Luciana A. Honorato e Clarissa Cardoso: Programa Alimento Seguro (PAS leite) com especialista do Ministério da Agricultura; dejetos Itaipu binacional (Itaipu); leite orgânico com representante da Ascooper e Pronaf sustentável com representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

O intervalo para almoço está previsto para as 12h30. Às 14 horas inicia a palestra Bem-estar animal e qualidade do leite com os prelecionadores Lindsay Matthews diretor do Animal Behaviour and Welfare Research Centre (ABWRC) de Nova Zelândia e Maria José Hötzel do Laboratório de Etologia Aplicada da UFSC. Luiz Eugênio Teixeira do Ministério da Agricultura fará a moderação do debate.

A palestra final está prevista para as 16 horas e tratará do sistema SISBI/SUASA, tendo como expositores Michel Assis do Ministério da Agricultura e Silvio Antonio Diehl do CONSAD do Extremo Oeste. O moderador será Jurandi Gugel do Ministério do Desenvolvimento Agrário.


No período da tarde serão ministradas outras quatro oficinas paralelas, coordenadas pelas professoras Cibele Longo e Bruna Raizer: Cooperativismo, com instrutores da Ascooper, Ministério da Agricultura e Ucafes; Programa agricultura de baixo carbono (ABC) com Elvison Nunes Ramos do MAPA; gestão da propriedade rural com técnicos do Sebrae/SC e água nas propriedades com docentes da Unochapecó.

MERCOLÁCTEA 2012

A quarta edição da expo-feira reunirá 120 expositores, oportunizará negócios da ordem de 85 milhões de reais e atrairá mais de 15 mil visitantes-compradores. É promovida pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e Organização das Cooperativas de Santa Catarina (Ocesc). Organizada pela empresa Latina, a feira conta com apoio institucional da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos Leiteiros (Abcol), da União Nacional de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Ascooper, Fiesc, Ciesc, Sesi, Senai, Iel, Epagri, Cidasc, Sindicato Rural de Chapecó e Chapecó e Região Convention & Visitors Bureau.

O acesso à expo-feira é livre: não serão cobrados ingressos nem estacionamento para visitantes. A inscrição para participação na Mercoláctea é gratuita e pode ser feita no site www.mercolactea.com.br.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink