Merial divulga estudo de produtividade

Agronegócio

Merial divulga estudo de produtividade

Por: -Admin
8 acessos

A Merial Saúde Animal, empresa líder mundial em pesquisa e desenvolvimento de produtos veterinários, apresentará em Minas Gerais as conclusões do mais completo estudo sobre o impacto do uso de endectocidas na pecuária já realizado no País. Uma equipe de técnicos da empresa estará presente no 1º Leilão de Prenhezes de Fêmeas das Gerais, da Fazenda Belmont (MG), em dia 15 de dezembro, às 20h, em Belo Horizonte, onde serão vendidos 35 lotes de prenhezes Nelore PO.

O remate da Belmont não foi escolhido por acaso. O pecuarista Antônio Mauro abrigou o estudo na Fazenda da Ponte, em Itambé do Mato Dentro (MG). Marcelo Lage Chaves, zootecnista responsável da propriedade, acompanhou todo o trabalho desenvolvido pela Universidade Federal de Minas Gerais e Merial Saúde Animal.

A pesquisa – realizada durante 29 meses, entre 2001 e 2004 – avalia a ação do antiparasitário Ivomec Gold (ivermectina Merial com fórmula tixotrópica) no combate de endo e ectoparasitas em comparação com outro produto disponível no mercado. Segundo Marcelo Chaves, o lote tratado com Ivomec Gold obteve, em média, uma arroba a mais que o grupo de animais tratado com o princípio ativo doramectina. “Apesar de o investimento ser mais elevado, Ivomec Gold apresentou resultado econômico superior e compensador, principalmente nas fases de cria e recria, quando os animais estão em pleno crescimento. Além do maior ganho de peso, o lote que recebeu Ivomec Gold apresentou melhor acabamento de carcaça e qualidade de couro”, informa o zootecnista da Fazenda da Ponte.

Segundo Marcos Malacco, médico veterinário e gerente técnico de bovinos da Merial, ao contrário das demais pesquisas de ganho de peso já realizadas no Brasil, esse estudo de produtividade avaliou animais desde a desmama até o pós-abate, chegando à qualidade do couro dos animais, rendimento de carcaça e área de olho de lombo (AOL) – região do contra-filé. “O experimento, longo e detalhado, comprovou o positivo impacto econômico do controle sanitário eficiente”, ressalta Malacco.

O grupo tratado com Ivomec Gold apresentou mais benefícios que os demais grupos em todos os itens. Das sete peças de couro analisadas, não houve dano oriundo de lesões ativas nas tratadas com Ivomec Gold, enquanto nas tratadas com doramectina foram identificadas lesões em quatro peças e no grupo-controle houve lesões em todas as peças.

Em relação à carcaça, o estudo mostrou que o grupo tratado com Ivomec Gold apresentou rendimento de 56,5%; 4,1% a mais que o grupo sem tratamento e 1,4% superior ao grupo tratado com doramectina.

O balanço financeiro final demonstra que o uso de Ivomec Gold, dentro do protocolo proposto, representou aproximadamente R$ 45,00 (15 US$) de lucro líquido quando comparado aos animais tratados com doramectina 1%, com base no valor da arroba de R$ 54,00 (US$ 18). Em relação ao grupo sem tratamento, o ganho foi de R$ 120,00 (US$ 40). As informações são da assessoria de imprensa da Merial.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink