Mesmo com chuvas irregulares, plantio da soja chega a 67,73% dos 9,3 mi/ha desta safra em Mato Grosso

Agronegócio

Mesmo com chuvas irregulares, plantio da soja chega a 67,73% dos 9,3 mi/ha desta safra em Mato Grosso

O plantio da soja avançou e atingiu 67,73% dos 9,368 milhões de hectares destinados à cultura em Mato Grosso
Por:
437 acessos

O plantio da soja avançou e atingiu 67,73% dos 9,368 milhões de hectares destinados à cultura em Mato Grosso. Apesar da celeridade nos trabalhos, os produtores seguem atentos quanto ao clima, uma vez que as chuvas devem se regularizar somente a partir de novembro, e incidência de pragas e doenças, como helicoverpa armigera, mosca branca e ferrugem asiática.

Na variação semanal constata-se um avanço de 25,46 pontos percentuais e em relação ao ciclo 2015/2016 de 29,70 pontos percentuais. 

Os números são do sexto acompanhamento de semeadura da safra 2016/2017 da soja divulgado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) nesta sexta-feira, 28 de outubro.

A região Oeste já chegou a 88% dos 1,111 milhão de hectares destinados para a cultura. Outra região adiantada é o Médio-Norte com 83,39% de 3,160 milhões de hectares. A região mais "atrasada" com os trabalhos é a Nordeste, conforme o Imea, com apenas 20,55% de 1,557 milhão de hectares plantados.

De acordo com especialistas na área meteorológica, as chuvas no Centro-Oeste devem começar a se regularizar no início de novembro. A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) revela que as equipes do Circuito Tecnológico Estapa Soja que estão percorrendo as principais regiões produtores do Estado relataram apreensão dos agricultores diante as precipitações nesta safra. 

Há informações que em alguns municípios as lavouras começaram a ser semeadas, porém os trabalhos tiveram de ser paralisados à espera da regularização das chuvas.

“É um olho na plantadeira e outro nas previsões climáticas”, afirma o diretor técnico da Aprosoja, Nery Ribas.

Conforme o Consórcio Antiferrugem, a safar 2016/2017 conta com 31 focos de ferrugem asiática confirmados no Brasil. Destes apenas três constatados em Mato Grosso. A maior incidência foi verificada em São Paulo com 19 focos.

Os casos confirmados em Mato Grosso foram constatados em soja voluntária, mais conhecida como soja guaxá.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink