USDA

Mesmo com inundações, Argentina deve ter boa safra de soja

Produção argentina será de 57 milhões de toneladas
Por: -Leonardo Gottems
255 acessos

Em relatório do Departamento da Agricultura dos Estados Unidos (USDA) específico sobre a produção de oleaginosas na Argentina, o órgão norte-americano ressalta as inundações no país vizinho em função das fortes chuvas ocorridas nos meses de Agosto e Setembro. Atualmente, entre cinco e dez milhões de hectares estão inundados, impactando principalmente as culturas de inverno como trigo e cevada. Apesar desse excesso de água em províncias importantes como Buenos Aires, Córdoba, Santa Fé e La Pampa, o USDA prevê uma safra de soja de 57 milhões de toneladas.

Em um cenário de diminuição de área da oleaginosa em função dos impostos de exportação, uma produção com apenas 800 mil toneladas a menos que o volume produzido no ciclo atual, pode ser considerada uma previsão otimista. A área com soja deve ser reduzida de 19,2 milhões de hectares para 19,1 milhões de hectares.

O USDA também destacou no relatório a volta da Argentina para o mercado chinês de óleo de soja em Agosto após dois anos. Em 2015, o país havia exportado um total de 539,098 toneladas do azeite com um valor de US$ 365 milhões. Por outro lado, se diz que a indústria não espera recuperar tão rapidamente todo esse valor.

A previsão do USDA para produção argentina de girassol é de 3,8 milhões de toneladas, o que é um aumento em relação aos 3,3 milhões de toneladas na safra anterior, mas é uma estimativa reduzida de 4 milhões de toneladas. A área plantada é de 1,8 milhão de hectares.

O órgão norte-americano também espera que a produção de amendoim da Argentina cresça de 1,14 milhão de toneladas para 1,16 milhão de toneladas com um leve incremento de área de 365 mil hectares para 370 mil hectares.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink