Meta dos 5% na venda externa de carne de frango começa a ficar distante

Agronegócio

Meta dos 5% na venda externa de carne de frango começa a ficar distante

O resultado das vendas externas do produto in natura em julho passado coloca em dúvida a perspectiva de, neste ano, se obter um aumento
Por:
216 acessos
O resultado das vendas externas do produto in natura em julho passado coloca em dúvida a perspectiva de, neste ano, se obter um aumento de 5% nas exportações brasileiras de carne de frango, como ainda prevê parte do setor. Senão, vejamos:

Considerando-se o produto in natura exportado no mês passado (288.778 toneladas, conforme a SECEX) e supondo-se que as exportações de industrializados de frango e de carne de frango salgada tenham alcançado – hipótese otimista – o volume máximo registrado nos 12 meses anteriores (38.826 toneladas), os embarques totais de julho terão chegado às 327.604 toneladas e os dos sete primeiros meses do ano a, aproximadamente, 2,135 milhões de toneladas.

Um aumento de 5% sobre o total exportado em 2008 (3,645 milhões de toneladas) significa chegar, neste ano, aos 3,827 milhões de toneladas, aproximadamente. Faltam, portanto, 1,692 milhão de toneladas que, distribuídas pelos cinco meses restantes do ano, solicitam embarques mensais da ordem de 338,4 mil toneladas, média 12% superior à registrada no primeiro semestre.

O desafio, aqui, não está no índice de aumento necessário para alcançar a meta e, sim, no fato de que a última vez em que se atingiu aquele volume em um único mês foi em julho do ano passado, ou seja, antes que se instalasse no mundo a atual crise econômica.
 
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink