MG: Inova Norte discute Integração Lavoura, Pecuária, Floresta
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
EVENTO

MG: Inova Norte discute Integração Lavoura, Pecuária, Floresta

Evento será transmitido ao vivo pelo Youtube da Epamig

A Epamig, empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), realiza na próxima quinta-feira, 29 de abril, a segunda edição do Inova Norte, evento on-line que discute soluções para a agropecuária no Semiárido Mineiro. Desta vez, o tema será "Integração, Lavoura, Pecuária, Floresta – ILPF: Transferência de Tecnologias no Vale do Jequitinhonha".

O bate papo, que começa às 19h, com transmissão pelo Canal Oficial da empresa no Youtube, será conduzido pela pesquisadora Karina Toledo, coordenadora de Transferência e Difusão de Tecnologias da Epamig Centro Oeste. Os debatedores serão Maria Celuta Viana, pesquisadora com grande experiência e atuação nas áreas de forragem, produção, pasto irrigado, ILP e ILPF; a chefe-geral da Epamig Norte, Leidy Rufino, pesquisadora em forragicultura e pastagens; e o professor do Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais (ICA/UFMG), em Montes Claros, Carlos Juliano Brant de Albuquerque.

A ação integra o projeto “Validação e transferência de tecnologias de baixa emissão de carbono para as condições edafoclimáticas da região do Vale do Jequitinhonha e Central de Minas Gerais”, financiado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O Inova Norte é direcionado para produtores rurais e estudantes, que poderão participar do debate por meio de interações pelo chat. Não há necessidade de inscrições prévias. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail epamignorte@epamig.br ou telefone (38) 3834-1760.

ILPF

O sistema de Integração Lavoura, Pecuária, Floresta consiste no consórcio de árvores, culturas agrícolas anuais e pastagens, com a inclusão de animais pastejando entre ou abaixo das árvores, a partir do primeiro ou do segundo ano. É também uma alternativa para a recuperação de áreas degradadas e de renda para o produtor, ao diversificar o uso do solo e o sistema produtivo, com a obtenção de grãos, madeira, carne e leite na mesma área.

Essa modalidade tem sido apontada como modelo de exploração sustentável do ponto de vista econômico, ambiental e social. Neste Sistema, o produtor forma o pasto após a colheita da lavoura, o que garante a oferta de alimento para os animais, no período de entressafra de forragem, e ainda obtém uma renda futura com a madeira e a venda da produção de grãos ou forragem.

A Epamig possui publicações gratuitas sobre o tema disponíveis para download. Confira a Cartilha ILPF e o Informe Agropecuário 257.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink