MG: produtores de café comemoram bons resultados e envolvimento familiar após ATeG
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Pixabay

AGRICULTURA

MG: produtores de café comemoram bons resultados e envolvimento familiar após ATeG

Produtores rurais Gilvan Pereira Batista e Sdney Santos Porto, de Divisópolis
Por:
420 acessos

Há exatamente um ano, os produtores rurais Gilvan Pereira Batista e Sdney Santos Porto, de Divisópolis, no Vale do Jequitinhonha, deram início ao Programa de Assistência Técnica e Gerencial – ATeG do Sistema FAEMG/SENAR/INAES em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Almenara. Mais do que os resultados positivos na produção de café, a dupla também comemora o envolvimento familiar que o programa tem despertado nos filhos, que, desde então, passaram a acompanhar de perto o trabalho dos pais. 

“A gente quer passar para os nossos filhos os ensinamentos que estamos recebendo e despertar neles o interesse pelo trabalho rural, pela produção de café”, afirma Gilvan Pereira Batista, pai do jovem Daniel Chaves Batista, de 13 anos.  

“É sempre o motivo de orgulho muito grande ter a companhia de um filho acompanhando o nosso trabalho e acredito que a cada dia o interesse dele está aumentando”, declara Sidney Santos Porto, pai do Bruno Silva Porto, de 14 anos. 

Os dois produtores rurais são assistidos pelo ATeG e recebem as orientações do engenheiro agrônomo Wélison Barbosa da Conceição. O técnico vai coordenar a dupla e outros 28 produtores de café da região de Divisópolis por mais três anos. Nesta semana, ele destacou que fortalecer o envolvimento familiar entre os participantes do ATeG é também um dos objetivos do programa. 

“São pequenos produtores que, com toda sua humildade e dedicação, estão sempre dispostos a aprender como melhorar sua produção. Eles vão passando para seus filhos os ensinamentos de homens batalhadores, que vão em busca do melhor para suas famílias através da agricultura. Um dos trabalhos do ATeG é fortalecer essa sucessão familiar na agricultura”, garante o técnico. 

ATeG

O Programa ATeG leva a pequenos produtores rurais assistência em gestão da propriedade e técnicas de produção. É direcionado a quem nunca recebeu assistência técnica regular e tem duração, em Divisópolis, de quatro anos. 

"Cada produtor recebe visitas mensais do técnico Wélison Barbosa, que dá condições técnicas a eles para melhor administrar e gerir suas propriedades”, explica o gerente do Escritório Regional do Sistema FAEMG/SENAR/INAES em Araçuaí, Luiz Rodolfo Antunes.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink