Milho: negócios estão lentos no Sul

MERCADO

Milho: negócios estão lentos no Sul

“A demanda exportadora por milho continua em Mato Grosso"
Por: -Leonardo Gottems
662 acessos

O mercado brasileiro de milho está registrando a continuação muito ativa da exportação no Centro-Oeste, mas registra negócios lentos na região Sul do País. De acordo com o especialista Luiz Fernando Pacheco, analista da T&F Consultoria Agroeconômica, o cenário de comercialização do milho pouco se modificou em relação ao início de novembro nesses dias de feriado prolongado. 

“A demanda exportadora por milho continua em Mato Grosso e, em outra importante praça de comercialização, o Paraná, a queda de preços tem impedido acordos. Para os próximos dias, tradings devem continuar atuando no Centro-Oeste do País, indica corretor da região”, informa Pacheco. 

Segundo Gilmar Meneghetti, da Meneghetti Corretora de Cereais, no Estado mato-grossense, cerca de 100 mil toneladas foram negociadas para o mercado externo e 15 mil toneladas para o interno. Outro fator que explica a demanda das tradings pelo cereal são os contratos fechados previamente com as ferrovias.  

"É um pessoal que estava vendido e entrou no mercado comprando. Está mais barato comprar aqui do que em outras regiões. Eles contratam, por exemplo, frete para 1 milhão de toneladas; se veem que há risco de não preencherem os vagões - que vão pagar de todo jeito -, saem comprando para pelo menos empatar os custos”, explica. 

Nesta segunda-feira, o preço proposto para exportação cedeu R$ 1/saca em relação à semana passada. Assim, comprador propunha R$ 22/saca FOB para embarque em 15 de dezembro e pagamento em 10 de janeiro. Nesse cenário, o vendedor, por sua vez, só aceitava abrir o silo por no mínimo R$ 24,00, nos mesmos prazos, pois sabe que as empresas estão demandantes.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink