Agronegócio

Milho/CEPEA: Preços no BR refletem quedas externas e necessidade de venda

As cotações internas do milho têm chegado aos menores patamares em um mês
Por:
1308 acessos

As cotações internas do milho têm chegado aos menores patamares em um mês. A pressão vem dos recuos nos preços externos do cereal e também da necessidade de venda por parte de produtores brasileiros. Segundo pesquisadores do Cepea, com a finalização da colheita de milho da segunda safra de 2012/13 e início do cultivo da temporada de verão 2013/14, produtores precisam “fazer caixa” para pagar dívidas de custeio, que vencem no final de setembro. Por outro lado, compradores internos estão adquirindo apenas quando há necessidade, apesar da boa relação de troca observada nos setores de carnes no Brasil. A desvalorização do dólar também influenciou as quedas no mercado interno. Entre 16 e 23 de setembro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, referente à região de Campinas (SP), caiu 2,35%, fechando a R$ 24,64/saca de 60 kg na segunda-feira, 23. Se considerados os negócios também em Campinas, mas cujos prazos de pagamento são descontados pela taxa de desconto NPR, o preço médio à vista foi de R$ 24,23/sc de 60 kg na segunda, recuo de 2,1% em sete dias. Na parcial do mês (até o dia 23), as quedas são de 2,92% e de 2,77%, respectivamente.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink