Milho safrinha será tema de seminário

Agronegócio

Milho safrinha será tema de seminário

O evento reunirá pesquisadores e especialistas de diversas instituições, que discutirão temas como armazenamento e logística, melhoramento genético, sistemas de cultivo e fitossanidade
Por:
68 acessos

Entre os dias 26 e 28 de novembro acontecerá, em Dourados/MS, o IX Seminário Nacional de Milho Safrinha, considerado o principal fórum de discussão técnico-científica sobre o assunto no Brasil. O evento reunirá pesquisadores e especialistas de diversas instituições, que discutirão temas como armazenamento e logística, melhoramento genético, sistemas de cultivo e fitossanidade. O objetivo do seminário é divulgar informações e novas tecnologias sobre o manejo do milho-safrinha nas diferentes regiões produtoras do país e debater os problemas e as dificuldades técnicas, econômicas e políticas pelas quais a cultura do milho safrinha tem passado nos últimos anos.

As inscrições podem ser feitas com desconto até o dia 12 de outubro. Os sócios da Associação Brasileira de Milho e Sorgo (ABMS), promotora do evento, pagam R$ 60,00, os não-sócios R$ 110,00 e os estudantes R$ 40,00. Após 12 de outubro, os preços sobem para R$ 100,00 (sócios em dia), R$ 150,00 (não-sócios) e R$ 80,00 (estudantes). No endereço eletrônico www.cpao.embrapa.br/milhosafrinha há mais informações, inclusive sobre o envio de trabalhos para a sessão de pôsteres. Outras informações também podem ser conseguidas pelo e-mail milhosafrinha@cpao.embrapa.br ou pelo telefone (67) 3425-5122, ramal 153.

Além da ABMS como promotora, o seminário tem como realizadora a Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados/MS). A Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas/MG), a Universidade Federal da Grande Dourados (FGD), a Associação dos Engenheiros Agrônomos da Grande Dourados (AEA/Gran), a Associação dos Engenheiros Agrônomos de Mato Grosso do Sul (AEA-MS), o Grupo Plantio na Palha (GPP) de Dourados, o Sindicato Rural da cidade e a Fundação MS são parceiras no evento, que terá ainda o apoio de empresas privadas sementeiras e de outras instituições ligadas ao meio rural.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink