Minas Gerais pede fim de barreira à carne

Agronegócio

Minas Gerais pede fim de barreira à carne

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento enviou um documento para a União Européia cobrando uma revisão da decisão que proíbe a compra de carne bovina
Por:
81 acessos

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais encaminhou documento à Comissão de Saúde e Proteção do Consumidor da União Européia cobrando uma revisão da decisão que proíbe a compra de carne bovina produzida em 288 municípios mineiros.

Apesar de todo o estado já ter sido reconhecido com área livre de febre aftosa com vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), 25 países da Europa ainda não compram a carne proveniente do rebanho das regiões Central, Sul e Sudoeste de Minas Gerais. “Não existe uma explicação convincente para a proibição. É uma decisão aleatória, e arbitrária”, afirmou ontem o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Gilman Viana.

O executivo questiona a proibição das vendas. “O último foco de febre aftosa em Minas Gerais foi em 1993. Em 2001, a OIE reconheceu todo o Estado como área livre da doença com vacinação É inadmissível usar o foco registrado há 14 anos como motivo da decisão”, disse Viana. Ele também argumenta que as regiões mineiras estão distantes da fronteira brasileira com a Bolívia e Paraguai, onde houve recentes casos da doença. “Os municípios também estão longe das divisas com o Mato Grosso do Sul e Paraná que registraram focos de febre aftosa há dois anos”.

No documento enviado à União Européia, o secretário pede ao comissário para Saúde e Proteção do Consumidor da UE, Markos Kyprianou, que seja feita uma inspeção in loco nas regiões de Minas Gerais.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink