Minerva prevê elevar fatia em mercado externo crescente
CI
Agronegócio

Minerva prevê elevar fatia em mercado externo crescente

Até o final do último trimestre, em setembro, a companhia estava utilizando 70 por cento de sua capacidade instalada
Por:
A Minerva Foods, terceira maior no segmento de carne bovina do Brasil, prevê aumentar sua participação de mercado ampliando o uso da capacidade instalada e o volume ofertado de olho na crescente demanda dos países emergentes, disse o diretor-presidente nesta quinta-feira da companhia.


Até o final do último trimestre, em setembro, a companhia estava utilizando 70 por cento de sua capacidade instalada, mas a meta da empresa é chegar a 85 por cento, afirmou Fernando Galletti Queiroz, em teleconferência para comentar os resultados trimestrais, anunciados na véspera.


As vendas externas da companhia ganharam impulso no último trimestre subindo 30,5 por cento ante igual período de 2011, puxadas pelas firmes vendas para o leste europeu, Oriente Médio e extremo Oriente.

"O uso da capacidade instalada está em 70 por cento. Somos referência para o setor, e nossa meta é aumentar. O foco é na exportação", afirmou Queiroz a analistas.

Cerca de dois terços da receita da companhia é obtida com vendas externas.

Na avaliação do executivo, a estratégia coincide com um cenário favorável à indústria no Brasil e nos demais países da América do Sul, pela oferta maior de animais para abate, enquanto os países do hemisfério norte seguem caminho inverso.

"Vemos exportações com demanda crescente. E o Brasil e a América do Sul ganham em competitividade... pela oferta de rebanhos de qualidade", acrescentou o executivo.

No acumulado dos doze meses encerrados em setembro, as vendas externas da Minerva cresceram 32,6 por cento, somando 2,99 bilhões de reais.

O diretor financeiro da Minerva Foods, Edson Ticle, reforçou durante a conferência que o crescimento da demanda pelos países emergentes tende a se estender em 2013.

Este movimento leva a companhia mirar expansões na América do Sul, mas com a ressalva de que eventuais aquisições só viriam se os ativos tiverem impacto nulo ou não afetarem os níveis de endividamento da companhia.

No início de setembro, a Minerva anunciou a compra da Frigomerc, vizinha de sua unidade Friasa, ambas em Assunção no Paraguai, colocando a companhia na liderança do mercado bovino no país vizinho.

As ações da empresa caíam 3,3 por cento às 13h20 desta quinta-feira.

CICLO FAVORÁVEL À INDÚSTRIA

O presidente da Minerva ressaltou que o atual ciclo favorável à indústria, pela oferta maior de animais para abate e menor pressão de custo, deve se estender por mais dois anos.

A matéria-prima (animais para abate) representa cerca de 80 por cento do custo de produção dos frigoríficos.

"O mais importante de tudo é a oferta de gado. E pelas informações que temos, este ciclo (de oferta maior) será intensificado em 2013 e 2014. O Brasil e América do Sul irão se beneficiar", disse Queiroz.

Segundo ele, tradicionalmente este ciclo perdura por três a quatro anos.

Apesar do ciclo favorável à indústria em termos de preço do gado no mercado em 2013, o executivo alerta que isso não resultará necessariamente em preços mais baixos para a carne.

"A alta dos grãos puxou os preços das carnes de frango e suínos. Ficamos (na indústria de bovinos) mais competitivos em relação a outras proteínas", disse Queiroz.

Ele vê um cenário incerto para os preços de grãos em 2013, o que deve continuar puxando custos de aves e suínos, e balizando o mercado de carne bovina.

Os preços da carne bovina subiram em média 7 por cento no último trimestre, com alguns cortes específicos subindo até 10 por cento.

A alta dos preços dos alimentos, sobretudo o complexo carnes, tem pesado sobre a inflação, e analistas esperam um avanço no Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) de outubro.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink