Ministério da Agricultura amplia níveis de risco para a produção de milho em Mato Grosso

Agronegócio

Ministério da Agricultura amplia níveis de risco para a produção de milho em Mato Grosso

A publicação traz a ampliação dos níveis de risco de produção, considerando fatores básicos de clima, solo e cultura
Por:
751 acessos

A publicação traz a ampliação dos níveis de risco de produção, considerando fatores básicos de clima, solo e cultura

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) regulamentou e ampliou o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC) para a cultura do milho segunda safra em Mato Grosso. O zoneamento existe há 20 anos e de acordo com o setor produtivo, a atividade nunca havia sido consultada.

portaria nº 277 foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 09 de dezembro pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por mio da Secretaria de Política Agrícola.

“Significa dizer que antes o Mapa identificava um nível único de risco de 20% para a cultura em nosso estado. Após ouvir a todos, identificou mais dois níveis de risco, de 30% e 40%, determinados pelo tipo de solo”, pontua o diretor técnico da Aprosoja, Nery Ribas.

De acordo com a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), a regulamentação é considerada uma "vitória" para o setor produtivo do Estado.

“Há 20 anos existe o zoneamento, mas nós nunca havíamos sido consultados. Foi importante ouvirmos agrônomos, agricultores e pesquisadores para entender que o Estado tem diferentes realidades. Por isso mesmo, é uma vitória”, salienta Ribas.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink