Ministério da Agricultura envia missão ao Reino Unido
CI
Agronegócio

Ministério da Agricultura envia missão ao Reino Unido

Objetivo é negociar entraves não-tarifários e visitar centros de pesquisa
Por:

Uma delegação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) viajará ao Reino Unido, entre os dias 5 e 9 de março, para participar de negociações sobre temas não-tarifários e visitar instituições públicas e privadas ligadas à temática agrícola, à pesquisa de energias renováveis e à busca de alternativas de desenvolvimento sustentável.

Participam da missão seis técnicos do Mapa, ligados aos departamentos de Fiscalização de Insumos Agrícolas (DFIA), de Assuntos Sanitários e Fitossanitários (DASF), de Promoção Internacional do Agronegócio (DPIA), de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (DIPOV) e de Fiscalização de Insumos Agrícolas (CFIC). A Embrapa enviará integrante da Coordenadoria de Cooperação Internacional.

A programação da comitiva inclui reuniões com o Comitê Parlamentar e Científico da Câmara dos Comuns e com o Departamento de Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais (Defra) do governo britânico – responsável por temas como mudanças climáticas, novas fontes de energia e desenvolvimento sustentável. O grupo também apresentará palestra sobre a visão de comércio exterior do Brasil, em evento organizado pelo Centro Internacional de Agricultura e Tecnologia (IATC), ligado ao governo britânico. Estão previstos, ainda, encontros com empresários e cientistas e visitas a cinco importantes centros de pesquisa e universidades com trabalhos em áreas de interesse para o Brasil.

O DASF participa da missão para negociar temas como propriedade intelectual e os acordos sobre barreiras técnicas (TBT) e sobre medidas sanitárias e fitossanitárias (SPS) no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC). O DPIA busca organizar produtores brasileiros para a exportação e interessa-se por assuntos relacionados à imagem do agronegócio nacional no Reino Unido. O DIPOV e o DFIA procuram conhecer ações de instituições públicas e privadas nas áreas de produção, comércio e fiscalização de alimentos, sementes, mudas e agrotóxicos, bem como de fiscalização e controle da qualidade de produtos e insumos agrícolas, com ênfase em fertilizantes, inoculantes e corretivos. A Embrapa quer conhecer pesquisas em biotecnologia, especificamente na transcrição de genes e proteômica.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink