Ministro argentino descarta redução de retenciones
CI
Imagem: Divulgação
ARGENTINA

Ministro argentino descarta redução de retenciones

“A Argentina tem o que é preciso para superar a crise"
Por: -Leonardo Gottems

O ministro da Agricultura da Argentina, Julián Domínguez, pediu a "cooperação" da agricultura para superar as dificuldades atuais, indicando que “não haverá desvalorização ou redução de retenciones", segundo o portal argentino La Nacion. Ele descartou as duas coisas, solicitou que agilizasse a comercialização dos grãos.

Domínguez disse as afirmações depois de participar da cerimônia de premiação CITA de inovação tecnológica na agricultura em um jantar na Exposição Rural de Palermo. Após o evento, ele conversou com a imprensa.

“23 milhões de toneladas permanecem nas mãos dos produtores. No semestre serão liquidados US$ 7.000 milhões dos diferentes produtos agropecuários [basicamente soja] e assumimos US$ 4.000 milhões entre milho e trigo. O que o Presidente está pedindo, [já que] temos um mês crítico para o consumo de gás devido ao inverno e devido à questão dos combustíveis e os preços que eles tiveram, agilize o processo de liquidação. É isso, é por isso que estamos pedindo a cooperação de todos os setores”, disse.

Em seguida, consultado sobre a possibilidade de se estabelecer um dólar agrícola ou dólar de soja para que se venda mais, o ministro transmitiu uma decisão proferida pelo presidente. “Não haverá desvalorização nem retenções menores. Como eu disse, não vai ter aumento [de tarifas de exportação], não vai ter redução. Essa é a decisão do presidente."

“A Argentina tem o que é preciso para superar a crise. Temos que superar as dificuldades do alto consumo de gás e combustível neste mês. O Presidente é responsável pelo interesse geral e está a pedir a liquidação e a cooperação dos sectores que podem dispor da moeda estrangeira”, salientou numa frase onde ficou entrincheirado na mensagem do chefe de Estado. Ele acrescentou: "O setor pode cooperar para resolver o problema que temos".


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.