Ministro conhece plano de reestruturação de gestão do Mapa
CI
Agronegócio

Ministro conhece plano de reestruturação de gestão do Mapa

Mudanças são necessárias
Por:
As mudanças no Ministério são necessárias para gerar agilidade nos processos e eficiência na prestação de serviços à sociedade

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, e o Secretário-Executivo, José Carlos Vaz, receberam o gestor empresarial e presidente da Câmara de Gestão, Desempenho e Competitividade da Presidência da República (CGDC), Jorge Gerdau, e o professor Vicente Falconi na manhã desta quarta-feira, 18 de janeiro. Durante o encontro, o consultor do Instituto de Desenvolvimento Gerencial (INDG), Danilo Oliveira Filho, apresentou a proposta técnica e o diagnóstico preliminar de mudanças na gestão do Ministério da Agricultura.


O diagnóstico mostrou as ações de mudança gerencial necessárias à melhoria da qualidade dos serviços prestados à população brasileira, com redução de despesas e valorização do servidor público. O trabalho no Ministério terá a duração de 17 meses. Nesse período, serão entregues os produtos previstos no estudo.

O início da consultoria do INDG no Mapa faz parte dos trabalhos oferecidos aos órgãos que aderem à proposta da Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade da Presidência. Em outubro do ano passado, o ministro Mendes Ribeiro Filho manifestou interesse em participar do grupo que busca aprimorar a gestão pública. A Câmara trabalha na formulação de mecanismos de controle da qualidade de gasto público e no estabelecimento de diretrizes do governo. Para Mendes, as mudanças no Ministério são necessárias para gerar agilidade nos processos e eficiência na prestação de serviços. “Sempre com a qualidade que a sociedade exige”, completa.


O secretário-executivo do Ministério, José Carlos Vaz, lidera o processo de reestruturação da gestão e acredita que há muitas ações para serem feitas. “Existe uma série de mudanças necessárias para a melhoria no serviço público brasileiro”, afirma Vaz. A idéia é tirar do papel o planejamento estratégico e começar a atuar. O presidente da Câmara, Jorge Gerdau, defendeu o estabelecimento de “prioridades robustas“ que alavanquem o processo de mudança.

Na primeira fase de execução do projeto, o ministro Mendes Ribeiro Filho terá encontros mensais com os gestores e participantes do processo. Os resultados apresentados num intervalo curto de tempo garantem o comprometimento e o sucesso no alcance das metas. “Eu tenho pressa. Nós temos pouco tempo para efetuar essas mudanças”, conclui Mendes.
?
Detect language » Portuguese


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.