Ministro desembarca em MS para falar de agricultura e produção sustentável

Agronegócio

Ministro desembarca em MS para falar de agricultura e produção sustentável

Visita do ministro acontece em consequência a uma audiência pública realizada em Brasília
Por:
3233 acessos

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho desembarcou nesta quinta-feira no Pantanal de Mato Grosso do Sul. Ele ficará no Estado até sábado, quando acontece um encontro que irá discutir sobre práticas sustentáveis e a conservação ambiental do bioma.

O ministro chegou em Campo Grande nesta manhã, foi recepcionado por autoridades estaduais na Base Aérea e de lá, seguiu em um avião do governo do Estado acompanhado do senador Pedro Chaves (PSC) para Miranda - distante 201 km de Campo Grande.

A visita do ministro acontece em consequência a uma audiência pública realizada em Brasília, sobre o avanço da agricultura no Pantanal e suas consequências. As autoridades querem elaborar uma legislação capaz de proteger o Pantanal e promover a "conciliação com a produção agropecuária".

No sábado (15), demais autoridades estaduais, federais e do Mato Grosso se reúnem na Estância Ecológica Caiman, em Miranda para participar do encontro sobre “Futuro do Turismo e Iniciativas à Sustentabilidade do Pantanal”.

O evento é realizado pelo Instituto SOS Pantanal em parceria com o Governo do Estado, que junto com o senador Pedro Chaves e o ministro Sarney Filho vão falar sobre praticas sustentáveis em prol da conservação da biodiversidade.

Roberto Klabin, presidente do Instituto SOS Pantanal, está com a equipe e alerta para o fato de hoje o Pantanal ser visto como fronteira agrícola dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Além de ameaças como desmatamento e a instalação de práticas agropecuárias inadequadas.

Para ele, é importante diversificar a economia do Pantanal, investindo em atividades alternativas, como o turismo e a valoração dos serviços ecossistêmicos. O encontro quer, justamente, fazer com que a comunidade participe do assunto de forma mais ativa, com planejamento e integração.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink