Ministro determina reunião técnica para estudar proposta dos orizicultores


Agronegócio

Ministro determina reunião técnica para estudar proposta dos orizicultores

Por:
143 acessos

O Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, após ter recebido, ontem, 03/02, das mãos do deputado federal Luis Carlos Heinze (PPB-RS), proposta de comercialização do arroz para a próxima safra, determinou a realização de reunião, durante a semana que vem, entre técnicos daquele Ministério e das entidades representativas do setor orizícola, para discutirem a implementação dos mecanismos de sustentação de preços para o cereal, reivindicados pelos produtores.

Segundo Heinze o setor quer a manutenção dos leilões de contratos de opção de venda com possibilidade de recompra - implementado na safra passada, custeio alongado (julho a novembro), recursos para EGF antecipado, CPR, a criação de novos instrumentos de crédito que atinjam produtores excluídos do crédito rural e a estipulação do preço de referência de abertura de safra a R$ 24,58 para a saca de 50 Kg, com base em estudo de custo de produção realizado pelo IRGA – Instituto Riograndense do Arroz.

Os produtores reivindicam também, o aumento da Tarifa Externa Comum (TEC) dos atuais 13%, para até 35%. “Com esse aumento estaremos dificultando a entrada de arroz proveniente de países que não compõem o Mercosul”, afirmou o parlamentar.

Heinze disse que os produtores também manifestaram interesse em participar do programa “Fome Zero”, lançado pelo governo Lula no final do mês de janeiro. De acordo com o deputado o Rio Grande do Sul tem possibilidades de aumentar a sua produção de arroz em mais de 20% utilizando, praticamente, a mesma área cultivada. “Se o Governo der incentivo ao produtor para aplicar novas tecnologias saltaremos dos atuais cinco milhões de toneladas para mais de seis milhões de toneladas. Estaremos gerando empregos, riquezas e contribuindo para acabar com a fome no País”, garantiu Heinze.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink