Ministro recebe hoje parlamentares da bancada do agronegócio

Agronegócio

Ministro recebe hoje parlamentares da bancada do agronegócio

Dificuldades de comercialização do trigo e arroz, prejuízos do setor, acúmulo de dívidas, aumento dos custos de produção, importações, queda de preços e seguro agrícola são alguns dos assuntos que serão tratados no encontro
Por:
139 acessos

Dificuldades de comercialização do trigo e arroz, prejuízos do setor, acúmulo de dívidas, aumento dos custos de produção, importações, queda de preços e seguro agrícola são alguns dos assuntos que parlamentares da bancada do agronegócio debatem nesta terça-feira (23-10), às 16h30, com o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes.

O deputado federal Luis Carlos Heinze (PP-RS) que agendou o encontro, afirma que o principal problema enfrentado pelos orizicultores e triticultores brasileiros é a concorrência desleal dos parceiros do Mercosul. "Nos outros países membros do bloco, o custo de produção chega a ser 40% inferior e eles ainda recebem incentivos fiscais de seus governos". Segundo o parlamentar, as diferenças tributárias e cambiais favorecem os produtores argentinos e uruguaios. "Máquinas produzidas no Brasil, são comercializadas nas revendas de nossos vizinhos pela metade do preço em relação ao mercado interno. O óleo diesel é vendido nos postos da Petrobras na Argentina a R$ 1,10 o litro, e aqui, na mesma companhia, acima de R$ 1,90", afirma.

Levantamento realizado pelo parlamentar revela que nas últimas 12 safras a cultura do trigo teve saldo positivo em apenas duas. Já os orizicultores, no mesmo período, tiveram remuneração acima do custo de produção em cinco colheitas. "Apesar de todos os benefícios do agronegócio, os produtores não estão conseguindo rendimentos compatíveis com seu trabalho. Os agricultores estão vendendo seus produtos, há vários anos, com preços inferiores aos custos e isso já traz repercussão negativa na medida em que estão perdendo a capacidade de reinvestir, podendo comprometer de forma catastrófica a engrenagem econômica e a própria Nação", garante Heinze.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink